domingo, 31 de agosto de 2014

Filme: Os Mercenários 3


Na tarde deste 31 de agosto de 2014, vi o filme "Os Mercenários 3" com o amigo Adriel no UCI Cinemas do Shopping Recife.
Não obstante os problemas de vazamento que o filme enfrentou, filme só presta se visto no cinema, e aqui vemos Barney (Sylvester Stallone) e sua trupe de mercenários resgatando Doc (Wesley Snipes), um dos integrantes originais do grupo, que estava preso há oito anos. 
Em seguida vemos os mercenários partirem para cumprir uma missão, onde têm uma grande surpresa: o reencontro com Conrad Stonebanks (Mel Gibson), que Barney acreditava ter matado. Eles eram antigos colegas, mas se tornaram inimigos. Acontece que Barney decide não colocar mais seus amigos em risco, após o fracasso da missão.
Para fazer o serviço, Barney recruta novos mercenários, já pensando quem sabe no futuro da franquia... O problema é que a equipe novata fracassa e vira refém de Conrad, então Barney precisa recorrer aos velhos companheiros para cumprir a missão e resgatar seus novos amigos. Pronto, eis o resumo de Os Mercenários 3. 
O filme entrega menos que o esperado, deixa a ação de lado e foca nas piadas internas, no entanto, acho que já deu. Os anteriores eram mais divertidos, ingrediente que faltou nessa nova reunião de velhos atores de filmes de ação. Talvez as gags seriam com o personagem de Jackie Chan, que recusou o convite de participar e convidou o Stallone para uma outra parceria que não temos conhecimento. Antonio Bandeiras até tenta trazer um humor ao filme, mas sem a menor graça... Nesse não vemos Bruce Willis, que pediu cachê muito alto para 3 dias de filmagens. No entanto surge Hanrison Ford, que ganhou uma fortuna para pequenas aparições. Não recomendo. Nota: 4,0/10,0.

Segue trailer:

Filme: Lucy

No dia 31 de agosto de 2014, após curtir o melhor show da minha vida, fui com o Adriel Dantas no Shopping Recife ver "Lucy" novo filme de ação do Luc Besson.
Eu gosto dos roteiros do Luc Besson. Ele consegue fazer com pouco dinheiro o que o cinemão de Hollywood realiza. Aqui ele dirige um filme altamente mentiroso, mas cinema também é entretenimento, e eu me diverti vendo Lucy (Scarlett Johansson, que domina o filme) uma jovem é obrigada a transportar drogas dentro do seu estômago. No entanto, a cápsula das drogas rompe e entra em contato com seu organismo, causando um efeito inesperado acontece: Lucy ganha a capacidade de usar plenamente seu cérebro, estima-se que o ser humano use apenas 10%.
Com isso, Lucy adquire poderes sobre-humanos, incluindo a telecinesia, a ausência de dor e a capacidade de adquirir conhecimento instantaneamente. Assim, vamos vendo um espécie de upload cerebral, até Lucy se tornar uma espécie de Deus ao utilizar 100% do cérebro. 
O ponto negativo do filme, diz respeito a tratar o espectador como incapaz de entender o que está em tela, sendo extremamente didático e meticuloso, fazendo com que usemos apenas 0,01% de nosso cérebro. Recomendado para quem gosta de um bom filme sci-fi de ação. Nota: 7,0/10,0

P.O.D. Turnê Murdered Love no Clube Internacional de Recife

Na madrugada deste 31 de agosto de 2014, curti um dos melhores shows dos meus 30 anos de vida. Fui ao show na companhia dos amigos Adriel Dantas, Jhonny Nobre e Adriano Rodrigues. Ao chegarmos no Clube Internacional, tratamos logo de comprar umas camisas do P.O.D., afinal aquele show viria a marcar nossas vidas para sempre. De curioso, só o fato de estar rolando um show de forró numa casa de shows ao lado do Clube Internacional.
Ao entramos no ambiente, por volta das 23h, a banda Redenção Divina (PE) tocava um repertório variado, que incluia músicas do PG e outros covers. Só não era necessário pedir votos para determinado candidato político, mas tudo bem... Não vimos a apresentação da banda Aliria (PE). O horário seguia o divulgado pela organização do evento. 20hs Abertura dos portões, 21h30 Aliria(PE), 22h30 Rendição Divina(PE), 23h30 Antidemon (SP) e 01h00 P.O.D (USA).
O Antidemon subiu ao palco, e não sei porque aumentaram o volume do som. Meus tímpanos não suportaram muito tempo, então fui para o lado do palco para poder ver e ouvir melhor o show. Foi muito legal ver várias mãos erguidas aceitando Jesus ao som do rock pesado da banda, que entre uma música e outra, sempre "traduzia" um pouco do que seria cantado.
Mas vamos ao que interessa, o show antológico do P.O.D., que começou pesado com "Without Jah Nothin'". Segue trecho no vídeo de Edelmar Barbosa, que está com o áudio um pouco abafado, mas dá pra ouvir alguma coisa. As imagens são melhores do que as palavras para relatar como foi.


Sonny subiu ao palco com a camisa da seleção brasileira, e um boné, que como prometera à tarde no Hotel onde a banda estava hospedada, trocou com o amigo Jhonny Nobre. A pegada do início se manteve, sem deixar o público respirar com "Will You?", música das antigas, do album Payable on Death (2003) que não estava nos set lists dos últimos shows do P.O.D. no Brasil, logo não estava no meu set list preparatório e pra mim fora uma surpresa. 
Fato é que o público já estava plenamente envolvido na atmosfera do show. Todos cantando "This time, I'm sorry" foi um dos pontos altos do show. Segue trecho de "Will You?" no vídeo de Jayson Welber,:


Perto do palco, era impossível ficar num lugar fixo. O movimento das pessoas tentando chegar nas grades de ferro, me fizeram sentir-se dentro de um liquidificador, especialmente na parte acelerada de "Panic & Run". Fotos nem pensar, eu não arriscaria derrubar o celular. Então, esperei pelas músicas mais lentas.


O ritmo do show continuou alucinado com "Murdered Love", com o Sonny cantando em cima da plateia e agitando muito e pedindo como o ladrão da cruz ao lado de Cristo para que Jesus "Lembre-se de mim quando pisar em sua glória" e "Não se esqueça de mim quando você pisar em sua glória".

A interação com o público continuou com "Lost In Forever", que não obstante ser do CD novo, já está na boca da galera. O show já estava sensacional e se terminasse ali, já seria perfeito, tamanha a adrenalina que emanava do palco.
De repende os primeiros acordes de "Boom", uma das mais agitadas e conhecidas da banda. Segue vídeo de Bruno Barbosa com um trecho de "Boom":


Segue também vídeo de Samuel Santana, com trechos de "Panic & Run", "Murdered Love", "Lost In Forever" e o início de "Boom":


P.O.D. tocou então "Wildfire", mas o ritmo permanecia alucinante. Segue trecho em vídeo do Jayson Welber, com imagem um pouco borrada e áudio abafado, o que é perfeitamente compreensível, especialmente por quem esteve lá no show:


Com "Strength Of My Life" conseguimos respirar um pouco ao som do reggae, mas o suor já era grande, no entanto permaneci próximo do palco e agitando. Foi quando a banda tocou "Set It Off", uma das clássicas da banda e voltou a agitar tudo novamente.

Uma das minhas favoritas do P.O.D. é "Kaliforn-eye-a", e ela esteve presente no set list, que foi extremamente bem pensado, para tornar o show perfeito. "Roots in Stereo" que tem uma letra bem legal, eu consegui filmar. Segue trecho de "Roots in Stereo":

"Babylon the Murderer" foi mais uma do novo album que foi tocada, seguida por "Youth Of The Nation" uma das mais conhecidas da banda e que não poderia ter ficado de fora. Segue trecho de "Youth Of The Nation" filmado por mim:


Segue "Youth Of The Nation" noutro angulo, de trás do palco, filmado pelo Edelmar Barbosa:


"Eyez" agitou novamente a galera, que curtiu demais "Southtown" e só relaxou pra ouvir "Beautiful", outra belíssima canção do P.O.D. Após a canção, houve um momento de oração e ele chamou uma garota negra da plateia para o palco e deu um forte abraço, noutro belo momento do show. Segue vídeo de "Beautiful" filmado por mim:



A garota permaneceu no palco e pode curtir "Alive" pertinho da banda. Sonny fez outro momento de intercessão pelos que ali estavam. Alguns gaiatos invadiram o palco nos primeiros acordes da canção, mas foram contidos pelos seguranças. "Alive" dispensa maiores comentários, é a música mais popular da banda e inclusive já fez parte do set list do Oficina G3.


Após "Alive" a banda saiu do palco, mas retornou com fôlego renovado para cantar "On Fire", "Higher" e fechar a apresentação com "Satellite". Show memorável que permanecerá pra sempre em minha memória. Segue trecho de "Satellite" filmado pelo Jayson Welber, num ângulo lateral e com a imagem bem mais nítida:


Segue abaixo mais alguns vídeos encontrados no youtube. O próximo tem os melhores momentos registrados pelo Guga Santos, alguns deles de cima do palco, onde é possível ver o público de frente agitando e outros trechos inclusive no meio da galera...



Segue um compacto de 41min 20seg com um compacto do que foi o show do Antidemon e do P.O.D. em Recife. Tentei me encontrar por lá no vídeo, mas não me vi... Por volta dos 10 minutos, quando o P.O.D. sobre no palco pra tocar "Without Jah Nothin'", dá pra sentir exatamente como se estivesse no show. No vídeo ouvimos também "Will You?", "Boom" por volta dos 20min, onde vi perfeitamente o Adriel curtindo o show, "Youth Of The Nation", "Eyez", "Alive", e "Satellite", inclusive o trecho que deu problema no cabo da guitarra de Marcus Curiel. Créditos do vídeo ao g3ds0nPE.


Quando terminou o show, ficamos esperando a banda sair da casa de shows e os seguimos até o Hotel, onde pude cumprimentá-los pela belíssima apresentação e tirar uma foto com cada integrante. Se P.O.D. era uma de minhas bandas favoritas, definitivamente tomou o posto de 1º lugar. Bem como este show se torna o melhor que já fui na minha vida, e olhe que não foram poucos...
Para finalizar este post, que dedico aos amigos que tiveram vontade, mas não puderam estar presente, segue set list do show:



sábado, 30 de agosto de 2014

Filme: Magia ao Luar

Na noite deste sábado, 30 de agosto de 2014, fui com o Adriel ao shopping Plaza Casa Forte em Recife ver o novo filme do Woody Allen, "Magia ao Luar".
Não obstante o fato de Allen fazer uma mea culpa neste filme, sendo altamente sarcástico, irônico e misantropo, ele se mostra enfadonho e nem um pouco atraente. No começo, o uso da magia e do ilusionismo até chama atenção, mas durante a projeção perde força e se torna sem sentido, visto ser mais um filme de diálogos fortes.
Stanley (Colin Firth), um falso mágico com talento para desmascarar charlatões, é contratado para acabar com a suposta farsa de Sophie (Emma Stone), simpática jovem que afirma ser médium. Inicialmente cético, ele aos poucos começa a duvidar de suas certezas e se vê cada vez mais encantado pela moça.
Apesar das atuações do Colin Firth e especialmente da Emma Stone, o roteiro é falho por não prender a atenção e divagar muito antes de chegar aos seus finalmente. A trilha sonora é bem parecida com a cinematografia de Allen, mas o filme é esquecível.

Segue trailer:

Mais um show em Recife (Calhetas, Cosmopolitan e Brennand)

Neste 30 de agosto de 2014, embarquei com o Adriel, com o Jhonny Nobre, sua esposa Quézia e o Adriano para mais um show do P.O.D. em Recife, 4 anos depois do showzaço de 2010.
Pela manhã, visitamos a belíssima praia de Calhetas, no Cabo de Santo Agostinho/PE. Além de ter um cenário lindo, essa pequena praia paradisíaca é um refúgio familiar (inclusive vimos alguns books sendo feitos por lá) e local ideal para descansar, longe de badalação.
À tarde, após um lauto almoço, fomos no Cosmopolitan Hostel, local agradável que conhecemos ano passado, quando do show do Skillet. Ficamos em quartos compartilhados com outras pessoas da Bahia que também haviam ido a Recife para o show.
No fim do dia, eu e o Adriel ainda fomos no Instituto Ricardo Brennand, desfrutar das maravilhas daquele lugar. Não é sempre que temos a oportunidade de visitar um museu com formatos de castelos medievais. No fim do dia, ainda fomos ao Shopping Casa Forte ver um filme e lanchar antes de irmos ao show.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Planejamento e dependência de Deus para organizar nossa casa

Em nossa reunião de PG desta semana, na casa do Marden e da Conceição, tivemos a presença do irmão Diogo, que ministrou os seguintes louvores ao nosso coração: Diante de Ti, Quebrantado, Não Posso Me Calar, Bendita Serás e Todas as Coisas.

Nosso líder Josias iniciou a reunião com o texto de Isaías 38:1, com o conceito de por a casa em ordem. Estudamos sobre planejamento e dependência de Deus para organizar nossa casa e vimos diversos pontos de suma importância para o lar.

Mateus 12:25 nos alerta a termos concordância em nossa casa.

Provérbios 22:6 e 15 nos instrui acerca da educação dos filhos.

Filipenses 4:6 fala acerca da ansiedade. 

Assim, devemos apresentar nossos pedidos a Deus que é relacional. Então, devemos orar sem cessar, esscrever nos umbrais das portas e confiar nele, conforme Salmos 37:5.

Algumas perguntas foram levantadas: como podemos colaborar com Deus para alcançar o que queremos para o nosso lar? As conquistas materiais, emocionais, harmonia, paz são possíveis em nossos dia? Que benefícios para a vida cristã pode trazer uma geladeira nova? Qual a semelhança entre um casal, três meninos e um microondas? E dessa forma criativa e envolvente, realizamos um momento de partilha.

Para encerrar, um lanche delicioso foi servido.

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Filme: Não Aceitamos Decoluções


Na noite do dia 25 de agosto de 2014, fui com a esposa ver a comédia mexicana "Não Aceitamos Devoluções" no Cinema de Arte do Shopping Iguatemi Fortaleza.
O maior problema do filme, estava no fato de ter estreado por aqui apenas em cópia dublada, que por sinal é diferente da dublagem do trailer... Ainda assim, o filme é extremamente cativante e capaz de emocionar.

No início do filme, vemos como Valentin leva uma vida despreocupada em Acapulco, no México, saindo com várias mulheres e alternando entre pequenos trabalhos. Um dia, uma mulher bate à sua porta e lhe deixa um bebê, dizendo ser sua filha. 

Valentin decide então ir para os Estados Unidos à procura da mãe da pequena Maggie, acaba conseguindo um emprego fixo como dublê em filmes de ação. Enquanto acompanhamos os primeiros anos de vida de sua filha, vemos Valentin tornado-se um homem responsável e educando a menina com todo amor que um pai pode dar a uma filha. 
Seis anos mais tarde, a mãe de Maggie reaparece, com a intenção de levar a filha de volta com ela. O filme ganha uma conotação de filme de tribunal, com uma surpresa no final, capaz de emocionar qualquer ser humano normal.

Eugenio Derbez é conhecido no México por ser ator cômico, roteirista e diretor de seriados de televisão, este é seu primeiro trabalho de direção.

Segue trailer dublado:

sábado, 23 de agosto de 2014

Casamento da Crisângela Xavier e Simão da Cunha

Na noite do dia 23 de agosto de 2014, estive com a família na recepção do casamento da Crisângela.

Houve uma falha na comunicação entre minha sogra e a gente, de modo que não havíamos atentado para o evento. Então, ao chegarmos na casa da minha sogra, depois de um dia cheio de eventos, fomos do jeito que estávamos para a recepção da festa... É sempre bom festejar quando uma nova família surge.

A festa estava belíssima, a comida saborosa, os salgadinhos quentes, tudo muito bacana. Desejo ao casal toda felicidade do mundo.

Homenagem aos pais na escola do filho


Na manhã do dia 23 de agosto de 2014, estive na festa de comemoração ao dia dos pais na escola do meu filho. É lamentável a falta de adesão dos pais em comemorar uma data tão especial. De cerca de 200 pais, cerca de 20 pais participaram de uma singela e bonita homenagem, com brincadeiras e muita diversão.

A festa começou com a leitura de um bonito texto em homenagens aos pais. Houve momento com música, e apresentação de dança das crianças. Posteriormente os pequenos representaram os vários tipos de pais: descolado, faz tudo, trabalhador, cuidador...
Houve um tempo para lanche, vendido pela turma do 3º ano para arrecadação de fundos. para festa de fim de ano. Pudemos contribuir enquanto nosso filho brincava no parquinho. Posteriormente houve um tempo de brincadeiras bem descontraídas com os pais. Numa delas eu fui o vencedor, tendo que dizer o que tinha na escola com a letra L.
Foi um tempo precioso vivido ao lado de meu filho e da minha esposa, em parceria com a escola. É fundamental para a educação da criança, o envolvimento dos pais e a parceria com a instituição de ensino.

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Davi Bastos e o casal Douglas e Karina

Nessa sexta-feira, 22 de agosto de 2014, tivemos mais uma reunião de Pequeno Grupo na casa do Josias e da Cristiane, marcada pela presença de visitantes. Um deles, meu amigo e irmão Davi Bastos, que já havia comentado sobre ele neste blog (veja link aqui) e que inclusive ficou responsável pelos louvores da noite: "A vida sem Jesus", "Basta crer", "Os sonhos de Deus" de Nani Azevedo e "Isso é amor" de Daniel e Samuel, que nos proporcionou um precioso momento de confraternização.
Também contamos com a presença do casal Douglas e Karina, que no último domingo tive a oportunidade de convidar para conhecerem nosso pequeno grupo. Ao chegarem na reunião, foram bombardeados por perguntas do Ronald "Bonner" e da Júlia "Poeta". Descobrimos que eles namoram há 9 meses, se conheceram no trabalho dela, e o mais interessante: ela é filha de missionários e foi criada na China! Frequentam a IBC nos últimos 2 ou 3 meses...
O Josias fez a leitura de alguns versículos que estiveram presentes em nosso grupo no Whatsapp e eu tive a oportunidade de fazer 2 ministrações. Uma sobre o texto de Mateus 5:16, onde eu fiz questão de ler com as luzes apagadas para reforçar ainda mais o sentido do texto, que nos instriu a sermos luz diante dos homens e do mundo que jaz em trevas.

Em seguida li o texto de I Tessalonicenses 2:1-18, destacando do texto sagrado os seguintes pontos: 1. Visita útil (citando o exemplo do Davi Bastos e do casal Douglas e Karina);  2. Coragem de anunciar o evangelho (mesmo em meio as lutas e tribulações como o falecimento do primo do Marden); 3. Origem da exortação em amor (citando o fato do Davi ter me exortado nessa semana); 4-6 Reconhecimento humano; 7. Bondade de uma mãe; 8. Dar a vida;  9. Esforço (citando a dedicação do Josias em servir ao grupo, especialmente nas pinturas das casas); 10-11 Amor de pai para com o filho (novamente citei o Davi); 12. Viver de maneira digna e fechando esse tempo de meditação com o versículo 18 que fala que "Satanás impede que recebamos visitas"... Para honra e glória de Deus ele está é derrotado!

No final, o Davi ainda vendeu 5 CDs (segundo ele próprio, mais do que algumas igrejas que ele visita) e fomos servidos de um delicioso jantar composto por arroz, creme de galinha e batata palha, acompanhado de sucos de manga, uva e goiaba. Foi uma noite maravilhosa.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Filme: Sex Tape - Perdido na Nuvem

Na tarde deste 21 de agosto de 2014, vi a comédia "Sex Tape - Perdido na Nuvem" no UCI cinemas do Shopping Iguatemi.
Não obstante levantar a polêmica questão da exposição da Internet, o filme derrapa na primissa e entrega uma comédia mediana, que apesar de dialogar bastante com casais que tenham filhos e tentam manter a vida sexual ativa, não entretêm como o esperado.


A sinopse fala de um casal (Cameron Diaz e Jason Segel) que devido à correria do dia-a-dia começa a esfriar a relação. As cenas iniciais mostram o começo da relação, onde eles faziam sexo de forma intensa e continuada, sem se importarem sequer com o local. 
Para tentar esquentar as coisas, após uma conversa sobre filmes pornôs, eles decidem gravar um vídeo deles fazendo sexo. Para desespero da dupla, o arquivo é indevidamente sincronizado numa rede de tablets conectados ao invés de ser apagado.
Jay (Segel) tem o hábito presentear os mais próximos com iPads com um programa que sincroniza músicas (ele trabalha numa rádio) com todas as máquinas. Ele passa então a receber mensagens anônimas de alguém que viu o vídeo e passam a ser extorquidos. Decidem então apagar o vídeo do servidor do YouPorn (site pornográfico), pois a personagem de Diaz (que em algumas cenas aparece nua...) está prestes a vender seu Blog para uma grande empresa.
Jake Kasdan já havia trabalhado com a Cameroz Diaz no "Professora sem Classe", onde a temática sexual também recebia destaque, além de ter dirigido episódios das séries "Freaks and Geeks", "Californication", "New Girl" e "Ben and Kate". Novamente ele entrega um trabalho de direção que não merece destaque.
Não recomendado, pois será facilmente esquecido e existem outras opções em cartaz.. É uma comédia no estilo comédia global, se é que me entendem... Nota: 6,0/10,0.

Segue trailer:

Compartilhar