domingo, 26 de julho de 2015

Dia da avó 2015

Neste 26 de julho de 2015, dia dos avós, meu filho e sobrinha não puderam desfrutar da companhia da vovó Sâmia, que está internada num hospital aqui de Fortaleza, com aneurisma oftalmológico.

No entanto, dei um jeito de fazer os netos ao menos abraçarem a vovó e levei os pequenos no hall do Hospital para desejarem melhoras para a vovó. Foi um encontro rápido, mas muito importante para netos e vovó.

Servindo no Geração Futuro

Neste domingo, 26 de julho de 2015, pude matar a saudade de servir no Geração Futuro. Sirvo normalmente pela manhã, mas dei um tempo em função do nascimento do meu segundo filho. No entanto, estava eu na fila aguardando para deixar meu filho primogênito, e fui desafiado a servir, devido a ausência de voluntários (Fim de semestre sempre acontece isso)... Não desperdicei a oportunidade e fiquei lá com meu filho e com outras crianças... Brincamos, ouvimos história bíblica, fizemos tarefinha, e nos divertimos à bessa! Foi uma tarde maravilhosa!

sábado, 25 de julho de 2015

Pano de Roda - Cia Carroça de Mamulengos na Caixa Cultural Fortaleza

Na noite deste 25 de julho de 2015, estive com meu filho prestigiando a belíssima apresentação do espetáculo gratuito Pano de Roda, um belíssima encenação inspirada em cenas de tradicionais de palhaço, conhecidas e vivenciada pelo Carroça de Mamulengos nos seus 35 anos de trajetória. Nos sentamos no chão, pertinho dos brincantes, para desfrutar de perto do que seria encenado. Ficamos encantados!
Pano de Roda apresenta a passagem de um circo itinerante por uma  cidade pequena. Enquanto Dona do circo enfrenta o desafio de sobreviver com a sua trupe e sua arte uma dupla de desocupados querem se dar bem, e uma menina da cidadezinha, filha do coronel e prefeito, sonha em ser uma grande artista. Ensaiar e conseguir novos números para  integrar sua companhia e assim reunir uma grande plateia é o desafio da Dona do circo, tendo o seu grande elenco formado pelo encarregado, a dançarina, o marceneiro e a auxiliar de faz tudo, juntos eles desejam reviver seus tempos de Gloria.
Destaco a brilhante atuação dos brincantes: Schirley França, Francisco Gomide, Elen Carvalho, João Gomide, Matheus Gomide, Pedro Gomide, Isabel Gomide, Luzia Gomide Músicos: Beto Lemos e Maria Gomide. Além das pequenas que participam de maneira discreta, mas muito eficiente.

Segue vídeo de trecho do espetáculo Pano de Roda:


Segue vídeo do espetáculo completo Pano de Roda:

Contos Fadados na Caixa Cultural Fortaleza

Na tarde deste 25 de julho de 2015, fui com meu filho na Caixa Cultural, ver o espetáculo Contos Fadados do Grupo Milongas.

O espetáculo é bastante criativo, 3 atores realizam um divertido jogo, no qual as cenas e os personagens são sorteados durante a apresentação. Neste jogo, um dos personagens da história roubou o livro dos contos clássicos para destruí-los e o objetivo da plateia é descobrir quem é o culpado.

Na minha apresentação, a plateia não acertou quem era o personagem, embora eu e meu filho tenhamos conseguido facilmente descobrir quem havia roubado o livro de contos. A própria plateia, também escolhe qual o caminho será percorrido pelos personagens.

Na proposta da peça, o público escolhe um caminho único que passará por algumas histórias e dentro destas cenas, será possível recolher as pistas para adivinhar quem é o verdadeiro vilão. A cada apresentação, um caminho diferente proporcionará um novo jogo.Acaba funcionando como um stand up, sendo que também existe a figura do rei ou rainha, que pode alterar o ator que irá interpretar o personagem sorteado.


Segue clipe do espetáculo Contos Fadados:

Pixels em IMAX 3D

Na tarde deste sábado, 25 de julho de 2015, fui com o filho ver a comédia familiar Pixels (Pixels, 2015) de Chris Colimbus baseado no curta-metragem homônimo dirigido por Patrick Jean em 2010, reúne personagens nostálgicos de games dos anos 80, como Pac-Man, Donkey Kong, Centipede, Galaga, Frogger, Q*bert, e Space Invaders e nos entrega um divertido filme, que nos lembra grandes clássicos da sessão da tarde.

A humanidade sempre buscou vida fora da Terra e, em busca de algum contato, durante um campeonato mundial de vídeo game, enviou imagens e sons variados sobre a cultura terrestre nos mais diversos satélites já lançados no universo. Um dia, um deles foi encontrado e mal interpretado e os extraterrestres acham que a transmissão contendo jogos de arcade, são uma declaração de guerra.

A raça alienígena então resolveu criar monstros digitais inspirados em videogames clássicos dos anos 1980 e desafiar a Terra. É quando um grupo de amigos se une, usando suas habilidades em jogos clássicos para proteger o nosso mundo do ataque alienígena usando esses jogos como modelos para suas várias ofensivas.

Para combater os inimigos, a única alternativa do presidente Will Cooper (Kevin James) é chamar Sam Brenner (Adam Sandler), campeão de competições de vídeo-games nos anos 80 - e agora um instalador de home theater - para liderar uma equipe de jogadores veteranos formada por Eddie Plant (Peter Dinklage), Ludlow Lamonsoff (Josh Gad) e a tenente-coronel Violet Van Patten (Michelle Monaghan), uma especialista em tecnologia que irá fornecer aos arcaders as armas exclusivas para lutar contra os aliens.

Não se pode levar à sério uma produção absurda como Pixels, ainda mais com um roteiro assinado por Adam Sandler e mais três pares de mãos. No entanto, a diversão que o longa oferece é exatamente aquilo a que ela se propõe. Destaque para os créditos iniciais na tela, que surgem como se estivéssemos iniciando um jogo clássico e os créditos finais que resumem o filme num formato bem peculiar. Recomendado.
                                                             
Veja o trailer de Pixels:

sexta-feira, 24 de julho de 2015

GR sobre sonhos




Na noite desta sexta feira, 24 de julho de 2015, após um longo dia de trabalho, estive reunido com os irmãos do grupo de relacionamento na casa do Jorge e da Mirlene.
Reunião contou com a presença de casais novos para o grupo, que foram convidados pelos anfitriões e nos honraram com sua presença: Thiago e Bia com o pequeno Samuel e Miguel Neto e Suelen com a pequena Isabela. Criança por sinal não faltou e elas se divertiram bastante!
Nessa reunião falamos sobre sonhos, desde os louvores que entoamos: Teus Sonhos e Ainda que a Figueira do Fernandinho, Eu Vivo Para o Teu Louvor do Asaph Borba e Entrega do Vineyard.
Em seguida, partilhamos um pouco acerca de nossos sonhos. Cada um relatou projetos e sonhos a serem realizados. Lemos Isaías 55, e alguns irmãos tiveram que se ausentar por motivo de saúde. Continuamos meditando no texto bíblico e em seguida conversando sobre sonhos que temos quando dormimos...
Enquanto isso, foi servido um delicioso consumê de frango... Acompanhado de torradas e refrigerante.

terça-feira, 21 de julho de 2015

Carrossel - O Filme

Na noite do dia 21 de julho de 2015, fui com as crianças ver Carrossel - O Filme (2015) de Alexandre Boury e Maurício Eça, spin-off da novela Carrossel (2012-2013), que é a versão brasileira da excelente novela mexicana com o título original Carrusel (1989).
Infelizmente vemos ser gasto um dinheiro de nosso audiovisual que poderia ser melhor aproveitado, embora o público da novela infantil se sinta satisfeito com esta produção, que faz grande sucesso no Brasil e virou uma marca bem-sucedida com uma franquia de produtos como CD, DVD, álbum de figurinhas e brinquedos. Minha sobrinha de 10 anos adorou, meu filho de 4 que é mais crítico achou o filme maior paia!

O enredo é simplório. Cirilo (Jean Paulo Campos), Maria Joaquina (Larissa Manoela), Valéria (Maísa Silva) e o restante da turma da Escola Mundial aproveitam as férias escolares no acampamento Panapaná, do avô de Alicia (Fernanda Concon). Juntos eles viverão dias incríveis, participando de uma gincana organizada pelo Senhor Campos (Orival Pessini), um velhinho muito simpático, que faz de tudo para que as crianças se divirtam ao máximo. Até a amarga diretora Olívia (Noemi Gerbelli) parece se divertir em meio à algazarra dos alunos.

O clima segue divertido até surgir o vilão Gonzáles (Paulo Miklos num papel ridículo), funcionário de uma incorporadora, que tem a missão de comprar o terreno do acampamento para transformá-lo em uma fábrica poluidora. Mesmo que para isso ele precise sabotar e difamar o Panapaná para obrigar Campos a fechá-lo. A tarefa é aparentemente fácil, mas Gonzales e seu fiel parceiro, Gonzalito (Oscar Filho, totalmente vergonha alheia), terão pela frente a turma esperta da Escola Mundial para atrapalhar os seus planos. Os meninos precisarão abandonar a rivalidade entre os times da gincana e se unir para tentar desmascarar os bandidos e salvar o acampamento.

Com fracos diálogos e piadas esdrúxulas sobre peidos e coisas do tipo,somado a personagens cartunescos e sem nenhuma coerência, entregam um filme fraco. Nem o aspecto educativo da produção se salva, sendo altamente dispensável. Convença seus filhos a verem Divertidamente (Inside Out, 2015) de Pete Docter e evitem essa bomba.

Segue trailer de Carrossel - O Filme:

domingo, 19 de julho de 2015

Aline Gomes no Mistura Paulista

Na noite deste 19 de julho de 2015, fui com a família prestigiar a Aline Gomes cantando no Mistura Paulista Maracanaú, na rotatória do Conjunto Industrial.
Muito bacana a ideia do domingo gospel, onde semanalmente um cantor (a) entoa louvores e sucessos da música cristã. O repertório escolhido pela Aline Gomes estava bem variado e de muito bom gosto.
Estávamos acompanhado do Júnior e da Bruna, e do Carlos Rubens e da Priscila com a fofa da Anna Vitória. Comemos duas pizzas saborosas, cada uma com um preço razoável: R$ 29,90. Pedimos duas meio a meio: Americana e Frango Catupiry, Calabresa e Nordestina

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Homem-Formiga IMAX 3D

Na noite do dia 16 de julho de 2015, fui com meu filho ver a estreia do novo filme da Marvel, Homem-Formiga (Ant-Man, 2015) tem a leveza característica dos filmes do estúdio. O blockbuster de super-herói alcança o gênero da comédia, agradando o público-alvo e conquistando ainda mais a plateia, especialmente com cenas de efeitos gráficos de encher os olhos
Após sair da prisão, o ladrão Scott Lang (Paul Rudd) não consegue vaga no mercado de trabalho e, com dificuldades de arrumar um emprego honesto, ele aceita praticar um último golpe para poder pagar a pensão alimentícia à sua ex-mulher, Maggie (Judy Greer), e continuar vendo sua filha. O golpe, porém, não sai como o planejado e Scott termina se vendo obrigado a trabalhar para o cientista Hank Pym (Michael Douglas), que passou anos observando o hábil ladrão e o escolheu para vestir o traje do Homem-Formiga. Quando Hank rompeu com os gestores da empresa que fundou, ele perdeu a posse da fórmula que permite o encolhimento de um homem até o tamanho de uma formiga. No entanto, a missão dos dois se transforma em uma luta para salvar o mundo das mãos do antigo sócio de Pym, Darren Cross (Corey Stoll), que criou uma arma chamada Jaqueta Amarela, com a tecnologia utilizada pelo chamado Homem-Formiga.

O super-herói Homem-Formiga foi criado por Stan Lee, Larry Lieber e Jack Kirby, em 1962, sendo um dos fundadores dos Vingadores. No filme, a trama do universo dos Vingadores é claramente exposta e justificada. A participação do Falcão é hilária e a cena de sua luta com o Homem-Formiga é uma das melhores. Na cena pós-créditos vemos inclusive a participação do Capitão América (Chris Evans) indagando o Falcão sobre o Homem-Formiga…

Nos quadrinhos, o Dr. Hank Pym, foi o primeiro personagem a assumir o papel do herói diminuto. Há uma cena do filme que o mostra vestido com o traje do herói, ao lado da Vespa, sua esposa falecida ao proteger os EUA de um míssil supostamente lançado pela União Soviética durante a Guerra Fria. Por sinal, após o término do longa, vemos uma cena que garante uma continuidade para a história, inclusive com uma nova armadura para Hope (Evangeline Lilly), a futura Vespa e filha de Pym , que está flertando com Scott Lang.

Edgar Wright seria o diretor do filme, estando envolvido no projeto desde 2006 e tendo inclusive começado a desenvolvê-lo com a Marvel. Mas ele deixou a produção, por diferenças criativas, quando as filmagens estavam prestes a começar. Patrick Wilson teria um papel no longa, mas devido o atraso nas filmagens, acabou sendo substituído por Bobby Cannavale.

Mais uma franquia da Marvel Studios, Homem-Formiga não pode e nem deve querer ser levada à sério, como aconteceu em Vingadores: Era de Ultron (Avangers: Age of Ultron, 2015), de Joss Whedon. O filme agrada e é isso que importa.

Segue trailer dublado de Homem-Formiga: 

sábado, 11 de julho de 2015

Ação Social no Centro de Fortaleza

Na noite deste 11 de julho de 2015, fui com o Michael Douglas participar de um ato de compaixão no centro de Fortaleza, para distribuirmos sopa, pão e água para moradores de rua.
Fomos convidados pelo casal Nobre e Edite, que fazem rotineiramente esse tipo de ação social e me desafiaram a participar. Aceitei o desafio e pude comprovar o quanto é prazeroso participar de um ato de compaixão e cumprir a ordenança divina de amar ao próximo.

Ato de Compaixão na Casa do Menor

Na manhã deste 11 de julho de 2015, fui com os irmãos do Grupo de Relacionamento participar de uma ação social na Casa do Menor, no Condomínio Espiritual Uirapuru.
Foram arrecadados vários alimentos, que contribuirão para as necessidades básicas das crianças que são cuidadas nesta casa. Teve lanche, contação de história e até teatrinho!
Foi uma manhã muito prazerosa com os irmãos em Cristo.


sexta-feira, 10 de julho de 2015

GR sobre perdão

Na noite do dia 10 de julho de 2015, nos reunimos como Grupo de Relacionamento na casa do Anderson e da Julyene, para falarmos sobre perdão.

Antes, tivemos a oportunidade de fazermos um pedido de oração e imediatamente um irmão fazia uma oração pela causa citada e fazia seu pedido.

Em seguida, lemos um texto bíblico sobre perdão e prestamos contas uns aos outros sobre pessoas e situações que precisavam receber nosso pedido de perdão. Foi uma noite maravilhosa que terminou com muito cachorro quente saboroso!



Endoscopia Pedro Sahel

Na manhã desta sexta-feira, 10 de julho de 2015, levei meu filho para realizar uma endoscopia digestiva. Meu filho padece de língua geográfica, uma patologia simples, que se manifesta provocando mapas na língua.
A pediatra suspeita de refluxo e recomendou a endoscopia. Após uma batalha com o plano de saúde, tive que desembolsar uma quantia considerável para fazer o exame e posteriormente ser reembolsado. 
Meu pequeno foi sedado, e reagiu bem ao exame. Foi solicitado biopsia de seu esôfago, estômago e duodeno. Vamos acompanhar e ver o que vai dar...

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Cidades de Papel

Na tarde do dia 9 de julho de 2015, vi com meu filho de 4 anos, o romance adolescente Cidades de Papel (Paper Towns, 2015) de Jake Schreier, baseado no livro homônimo de John Green, mesmo autor de A Culpa é das Estrelas (The Fault In Our Stars, 2014) de Josh Boone.
O longa narra a jornada de amadurecimento, centrada no adolescente Quentin Jacobsen (Nat Wolff) e em sua enigmática vizinha e colega de escola, Margo Roth Spiegelman (Cara Delevingne), que gostava tanto de mistérios, que acabou se tornando um. Eles se conhecem na infância, quando Margo passa a morar em frente a casa de Quentin. Eles se tornam amigos, brincam de bicicleta juntos, mas os anos passam e os dois seguem caminhos diferentes, até uma noite em que eles se reencontram.

Quentin nutre uma paixão platônica por Margo e não pensa duas vezes quando a menina invade seu quarto propondo que ele participe de um engenhoso plano de vingança. Mas, depois da noite de aventura, Margo desaparece – não sem deixar pistas sobre o seu paradeiro. Depois de levá-lo nesta noite de aventuras pela cidade, Margo desaparece, deixando para trás pistas para Quentin decifrar. A busca coloca Quentin e seus amigos em uma jornada eletrizante. Para encontrá-la, Quentin deve entender o verdadeiro significado de amizade – e de amor, descobrindo muitos segredos de Margo, inclusive que ela estaria morando numa cidade de papel.

Gosto muito de filmes adolescentes. Considero que este Cidades de Papel é para a época atual, o que o As Vantagens de Ser Invisível (2013) é para minha época , guardada as devidas proporções. A cena que os meninos cantam Pokemón, é impagável! Além disso o filme emociona e é extremamente tocante. A pegada road movie do segundo e terceiro ato é muito bem realizada, o clima de mistério deixa a curiosidade constantemente aguçada e o roteiro encaixa tudo de forma coerente. Altamente recomendado, especialmente para o público jovem.

Confira trailer dublado de Cidades de Papel:

As Aventuras dos Sete Anões 3D

Na tarde deste 9 de julho de 2015, vi em três dimensões a animação alemã As Aventuras dos Sete Anões (Der 7bte Zwerg, 2014) de Boris Aljinovic e Harald Siepermann.
O filme mostra a bruxa Dellamorta lança uma maldição sobre a princesa Rose e todo reinado ao sono de 100 anos. E isso acontece no aniversário de 18 anos da princesa quando um dos 7 anões involuntáriamente espeta o dedo dela. O lugar fica congelado só os anões podem consertar isso, procurando o príncipe Jack, pois somente o beijo do amor verdadeiro em Rose poderá reverter o feitiço.

Acontece que anteriormente, a seu aniversário, a princesa envia Jack, ao encontro dos Sete Anões, que vivem atrás das Sete Montanhas, para que eles o escondam até a data do 18º aniversário. No entanto, ele é capturado pelo dragão de Dellamorta, Braseiro.

A animação mistura os contos de fadas, utilizando além dos anões, personagens como Branca de Neve, Chapeuzinho Vermelho e Gato de Botas surgem e acabam garantindo a diversão da garotada, não acrescentando muito aos adultos. Lamentável o fato de que as excelentes músicas do filme não tiveram uma versão dublada, comprometendo o filme para o público alvo, as crianças.Ressalte-se a qualidade da dublagem.

Veja o trailer de As Aventuras dos Sete Anões:

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Pizza's com o Grupo de Passos

 Na noite deste 8 de julho de 2015, fui para mais uma reunião do Grupo de Passos, sendo que dessa vez fora da sala. Comemos pizza, botamos o papo em dia e fortalecemos nossa comunhão.

Primeiro mês do Luca Izahel

Neste 8 de julho, meu segundo filho completou seu primeiro mês de vida. Tive o privilégio de poder passar o mês inteiro com ele, devido estar de férias. Resolvemos comemorar e utilizamos a turma dos Minions do Sahel. A vovó Sâmia fez um bolo e a lembrancinhas dos convidados foram bananas!
Neste primeiro mês, a mamãe teve problemas com a cirurgia e com a amamentação, mas conseguimos vencer as dificuldades e temos motivos para celebrar. Izahel demonstra ser saudável, e ter anti corpos, embora acredite que sua pele seja muito sensível... Tive oportunidade de dar vários banhos de sol, vários banhos na banheira e até amamentar ele de chuquinha.

Filho, é uma honra ser ser pai e sou grato a Deus pelo privilégio de ter você em nossa família. Te desejo muitos e muitos meses de saúde, paz e muita vida!

terça-feira, 7 de julho de 2015

Meu Passado Me Condena 2 - O Filme


Na tarde deste dia 7 de julho de 2015, fui com minha sobrinha Sara ver a comédia nacional Meu Passado Me Condena 2 (2015) de Julia Rezende do excelente Ponte Aérea (2015).
Depois de passarem a lua-de-mel num cruzeiro, Fábio (Fábio Porchat) e Miá (Miá Mello) sentem o peso da rotina no casamento, quando as diferenças, que não são poucas, precisam ser enfrentadas. Após Fábio esquecer o terceiro aniversário de casamento, Miá decide pedir um tempo. Na hora da discussão, o avô de Fábio, que mora em Portugal, o comunica que ficou viúvo, ele enxerga nesta viagem para o funeral uma oportunidade de salvar seu casamento. Na tentativa de salvar o casamento, Fábio convence a mulher a ir com ele a Portugal para consolar o avô (Antônio Pedro), que acabou de ficar viúvo. O desenrolar da história se passa em Lisboa e na aldeia de Sortelha, próxima da Serra da Estrela, local mítico e romântico.

Lá, Fábio reencontra uma antiga namorada, Ritinha (a atriz portuguesa Mafalda Rodilles), e Alvaro (o português Ricardo Pereira), com quem foi criado e rivaliza desde garoto. Longe de casa, os dois passam, mais uma vez, pelas provações típicas dos jovens casais.

Inez Viana (Suzana) e Marcelo Valle (Wilson), que se destacaram no primeiro filme como um adorável casal de trambiqueiros, também estão no elenco. Agora, eles abriram uma agência funerária em Portugal e dão golpes em velhinhos.

O filme não emociona, tampouco cativa, tem hora que passamos a torcer pra que eles fiquem separados, e cada qual aproveite o que Portugal lhe reserva. As situações que o casal tem que lidar não se mostram interessantes, ainda assim, é o que a comédia nacional tem de melhor a oferecer, pois foge dos estereótipos que estamos acostumados a ver na telona através das "globochanchadas".

Segue trailer de Meu Passado Me Condena 2:

Compartilhar