domingo, 28 de fevereiro de 2016

Horas Decisivas

Na noite deste 27 de fevereiro de 2016, vi com o Grabriel o drama Horas Decisivas (The Finest Hours, 2015) de Craig Gillespie.

Horas Decisivas conta a extraordinária história real do maior resgate feito por um pequeno barco salva-vidas da história da Guarda Costeira norte-americana, que foi contada no livro de mesmo nome por Casey Sherman, responsável pelo perigoso resgate em 1952, quando uma tempestade atingiu dois navios petroleiros e deixou suas tripulações à mercê das intempéries de um mar em fúria. Enquanto a tempestade dificulta a sobrevivência do grupo, uma equipe de guardas costeiros tenta resgatar as vítimas.
Quem comanda o navio de resgate é Bernie Webber (Chris Pine) é um tímido guarda costeiro que inicia um relacionamento com Miriam (Holliday Grainger). No início, ele reluta em seguir com a relação por causa da natureza perigosa de sua profissão. Ainda assim, aceita em se casar com ela. No entanto, antes que possam celebrar, ele é enviado para a missão de resgate citada anteriormente.

É a típica história de herói, que merece virar um filme. É um tanto quanto clichê, igual a dezenas de filmes semelhantes que certamente já vimos, talvez por isso não chame tanto a atenção. A trilha sonora é um pouco melodramática, diminuindo até o efeito que talvez somente a imagem teria. Achei a duração um pouco longa, poderia ter sido melhor editado.

Segue o trailer de Horas Decisivas:

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Orgulho e Preconceito e Zumbis

Na tarde deste 27 de fevereiro de 2016, vi com meu filho Sahel o terror/romance/comédia Orgulho e Preconceito e Zumbis (Pride and Prejudice and Zombies, 2016de Burr Steers.

Adaptação do livro homônimo de Seth Grahame-Smith, que por sua vez é uma releitura criativa, do romance Orgulho e Preconceito, de Jane Austen, ambientado na Londres do século XIX. Como na história original, o foco são os enlaces amorosos entre amantes de diferentes classes sociais, com a única diferença sendo o surto de zumbis. 
A resoluta heroína Elizabeth Bennet (Lily James) é mestre em armas e artes marciais; e o belo Mr. Darcy (Sam Riley) é um feroz assassino de zumbis e símbolo máximo do preconceito inerente às classes superiores. Mas à medida que o surto zumbi se intensifica, os dois devem deixar o orgulho de lado e unir forças no campo de batalha encharcado de sangue, a fim de acabar com o exército morto-vivo de uma vez por todas.

A mãe da família (Sally Phillips) sonha em casar as filhas com bons partidos da região e fica particularmente empolgada quando o rico sr. Bingley (Douglas Booth) se interessa por Jane Bennet (Bella Heathcote). Bingley é o melhor amigo do Sr. Darcy, que não vê a relação com bons olhos, incomodando Elizabeth.

É como se estivéssemos assistindo The Walking Dead, na época do romance londrino, o que pode soar estranho, na verdade é até divertido, para quem gosta de uma mistura de gêneros cinematográficos. Destaque para a maquiagem, o figurino e os efeitos visuais que garantem momentos de diversão.

Segue trailer de Orgulho e Preconceito e Zumbis:

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Presságios de Um Crime



Presságios de um Crime : Poster
Na noite deste 25 de fevereiro de 2016, vi o trhiller Presságios de Um Crime (Solace, 2015) de Afonso Poyart, o diretor brasileiro do excelente 2 Coelhos (2012).

Presságios de um Crime : Foto Abbie Cornish, Jeffrey Dean Morgan

O filme apresenta dois detetives do FBI, Joe Merriwether (Jeffrey Dean Morgan) e Katherine Cowles (Abbie Cornish) perseguem um serial killer conhecido por matar suas vítimas com um objeto perfurante na nuca, sem deixar vestígios na cena do crime. Diante da ausência de provas, Joe pede ajuda ao seu amigo pessoal, o Doutor John Clancy (Anthony Hopkins), um poderoso vidente que vive isolado desde a morte de sua filha. Aos poucos, este novo investigador ajuda os policiais a entender a mente do assassino (Colin Farrell), até fazer uma descoberta importante: o homem responsável pelas mortes também é um vidente, ainda mais esperto que John. Pior do que isso, ele está sempre um passo à frente nas investigações.

Eu me envolvi com a trama e curti bastante. Segue trailer:

Deuses do Egito

Deuses do Egito : Poster
Na tarde deste 25 de fevereiro de 2016, vi a bomba chamada Deuses do Egito (Gods Of Egypt, 2016) de Alex Proyas.
Deuses do Egito : Foto Brenton Thwaites, Courtney Eaton
O filme acompanha Bek (Brenton Thwaites) é um mortal pacato que se considera apenas mais um soldado, e que vive em um Egito ancestral dominado por deuses e forças ocultas. Quando o impiedoso Set (Gerard Butler), deus da escuridão, toma o trono da nação e mergulha a sociedade no caos, o jovem se unirá a outros cidadãos e com o poderoso deus Horus (Nikolaj Coster-Waldau), para formar uma expressiva resistência de uma guerra que separou todos pela eternidade, e apenas um deus poderá reverter a situação em uma batalha pela existência da humanidade.

Foi um tormento conseguir assistir o filme até o final. Roteiro fraco... A ideia de filmar os deuses como sendo gigantes tornou o filme ainda mais esquisito.

Veja o trailer:



quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

O Quarto de Jack

O Quarto de Jack : Poster
Na tarde deste 24 de fevereiro de 2016, vi com a Mariana e o Izahel um dos melhores filmes do ano, o drama O Quarto de Jack (Room, 2015) de Lenny Abrahamson, baseado no livro Room (2010), de Emma Donoghue, que faz sua estreia como roteirista de longa-metragem. Com uma grande carga emocional e de suspense, O Quarto de Jack é uma exploração única e inesperada do amor sem barreiras entre uma mãe e seu filho na mais angustiante das circunstâncias.
O Quarto de Jack : Foto Brie Larson, Jacob Tremblay
O Quarto de Jack conta a extraordinária história de Jack (Jacob Tremblay em uma performance excepcional), um espirituoso menino de 5 anos que é cuidado por sua amada e devota Ma (Brie Larson). Como toda boa mãe, Ma se dedica em manter Jack feliz e seguro, cuidando dele com bondade e amor, e fazendo coisas típicas como brincar e contar histórias. Sua vida, entretanto, é tudo menos normal – eles estão presos – confinados em um espaço de 10 m² sem janelas. 
O Quarto de Jack : Foto Jacob Tremblay

Ma criou todo um universo para Jack dentro do quarto, e ela não mede esforços para garantir que, mesmo neste ambiente traiçoeiro, Jack seja capaz de viver uma vida completa e satisfatória. Mas, enquanto a curiosidade de Jack sobre a situação em que vivem cresce, e a resiliência de Ma alcança um ponto de ruptura, eles ensaiam um arriscado plano de escape, o que os leva a ficar face-a-face com o que pode ter se tornado a coisa mais assustadora: o mundo real. O filme conta ainda com atuações singelas de Joan Allen e William H. Macy, como os pais de Ma.
O Quarto de Jack : Foto Brie Larson, Joan Allen, William H. Macy
Ao mesmo tempo em que vemos uma narrativa tensa sobre cativeiro e liberdade, uma viagem imaginativa por dentro das maravilhas da infância, e um profundo retrato de um laço familiar e sua fortaleza, o filme é uma linda e transcendente experiência. O diretor Lenny Abrahamson se mantém fiel ao romance enquanto traz Jack, Ma e seu mundo peculiar para uma vida cinematográfica intensa e emocionante.
O Quarto de Jack : Foto Brie Larson, Jacob Tremblay
O Quarto de Jack demonstra o triunfante poder do amor familiar mesmo na pior das circunstâncias, e é claro que tomará seu lugar entre os filmes mais emocionalmente significantes que exploram a ligação entre pais e filhos. A história é fascinante, o filme é envolvente e emociona. O amor de mãe para filho e especialmente de filho para mãe é tocante. Venceu o Oscar 2016 de Melhor Atriz (Brie Larson) e foi indicado a Melhor Filme, Diretor (Lenny Abrahamson) e Roteiro Adaptado.


Confira o trailer:

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

A Garota Dinamarquesa

A Garota Dinamarquesa : Poster
Na tarde deste 23 de fevereiro de 2016, fui ao Cinépolis do Rio Mar ver A Garota Dinamarquesa (The Danish Girl, 2015) de Tom Hooper,  baseado em fatos reaisnarrados no livro The Danish Girl, de David Ebershoff.

Trata-se da cinebiografia de Lili Elbe, que na verdade era Einar Mogens Wegener (Eddie Redmayne) um pintor dinamarquês casado com Gerda (Alicia Vikander) e que sempre se identificou com o universo feminino, mesmo que de forma velada. 
A Garota Dinamarquesa : Foto Alicia Vikander, Eddie Redmayne
Tudo começou numa brincadeira proposta pela esposa, mas que o fez despertar o lado feminino interior, sendo a primeira pessoa a fazer uma cirurgia de mudança de sexo. O filme é bem humano e sem exageros. Vale ressaltar que Lili Elbe morreu em 1931, após complicações de uma quarta cirurgia de mudança de sexo. 

Venceu o Oscar 2016 de Melhor Atriz Coadjuvante (Alicia Vikander) e foi indicado nas categorias Ator (Eddie Redmayne), Design de Produção e Figurino.

Veja o trailer:

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi

13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi : Poster

Na tarde deste 18 de fevereiro de 2016, fui ao UCI do Shopping Parangaba ver 13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi (13 Hours : The Secret Soldiers of Benghazi, 2016) de Michael Bay, baseado em fatos reais, narrados no livro 13 Hours, de Mitchell Zuckoff.
13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi : Foto Dominic Fumusa
O longa conta a história de um grupo de seis soldados privados que trabalham num complexo da CIA em Benghazi, na Líbia, em 2012. Em um aniversário dos atentados de 11 de setembro, eles precisaram defender um posto diplomático que recebe a visita de um embaixador americano, e que, obviamente, será um alvo de terroristas.
13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi : Foto David Denman, John Krasinski, Max Martini, Pablo Schreiber
O caos no interior do prédio se instaura e o embaixador dos Estados Unidos e outros três funcionários morrem. Resta aos militares tirarem os sobreviventes em segurança. Os militares que enfrentaram a situação real trabalharam como consultores no longa, dando maior veracidade aos acontecimentos mostrados em tela.

Confira o trailer de 13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi:

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

A Quinta Onda

A 5ª Onda : Poster
Na noite deste 16 de fevereiro de 2016, fui com a Erissandra ver o filme adolescente A Quinta Onda (The 5th Wave, 2016) de J Blakeson.  baseado no livro A Quinta Onda, primeiro título de uma trilogia, escrita por Rick Yancey.


No novo filme, quatro ondas consecutivas de ataques cada vez mais mortais dizimaram boa parte do planeta Terra. Vivendo em um ambiente de medo e desconfiança, Cassie (Chloë Grace Moretz) está em uma corrida desesperada na tentativa de salvar seu irmão menor. Enquanto ela se prepara para a inevitável e letal quinta onda, Cassie se alia à um jovem rapaz que pode ser sua esperança final – se ao menos ela pudesse confiar nele.



Nesse futuro distópico, com a Terra tomada por alienígenas, percebemos até certa criatividade. Na primeira onda de ataques, um pulso eletromagnético acaba com toda a eletricidade do planeta. Na segunda, um tsunami mata 40% da população. Na terceira onda, os pássaros começam a transmitir um vírus que mata 97% das pessoas que resistiram aos outros ataques. Na quarta onda, os próprios alienígenas se infiltram entre os humanos restantes, espalhando a dúvida entre todos. Com a proximidade cada vez maior da quinta onda, que promete exterminar de vez a raça humana.

Lembra um pouco as pragas que assolaram o Egito nos relatos bíblicos. No entanto, trata-se de mais um filme adolescente, semelhante a inúmeros lançados recentemente, que são bem mais relevantes.




domingo, 14 de fevereiro de 2016

Brooklyn

Brooklin : Poster
Na noite deste 14 de fevereiro de 2016, fui ao UCI Cinemas ver o drama Brooklyn (2015) de John Crowley, baseado no livro de mesmo nome de Colm Tóibín.
Brooklin : Foto Saoirse Ronan
Nos anos 1950, a jovem irlandesa Eilis Lacey (Saoirse Ronan) vive na Irlanda e parte em direção aos Estados Unidos em busca de uma vida melhor e da realização de seus sonhos. No início de sua jornada nos Estados Unidos, instalada no Brooklyn, ela sente falta de sua casa, mas ela vai tentando se ajustar aos poucos até que consegue um emprego e chama a atenção do imigrante italiano Tony (Emory Cohen), um bombeiro italiano. Os dois se apaixonam, mas uma tragédia na vida de Eilis a força retornar para sua terra natal, onde conhece Jim Farrell (Domhnall Gleeson). Agora, ela tem de se decidir com quem quer ficar. Logo, ela se encontra dividida entre dois países, entre o amor e o dever.
Brooklin : Foto Jessica Paré, Jim Broadbent, Saoirse Ronan
Trata-se de um filme correto, quase um clássico do drama romântico. Não tem nada de tão supreendente, só o fato de ter sido indicado ao Oscar 2016 nas categorias Melhor Filme, Atriz (Saoirse Ronan) e Roteiro Adaptado.
Brooklin : Foto Emory Cohen, Saoirse Ronan
Confira o trailer de Brooklyn:

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Joy: O Nome do Sucesso

Joy: O Nome do Sucesso : Poster
Na tarde deste 12 de Fevereiro de 2016, vi o drama Joy: O Nome do Sucesso (Joy, 2015) de David O. Russell que conta a história da administradora de empresas que é a presidente da empresa President of Ingenious Designs. Ela já lançou mais de 100 invenções.

Não sou tão fã dos famosos trabalhos de O. Russel (O Vencedor, O Lado Bom da Vida e Trapaça) acho seu estilo novelesco demais... Mas de forma impressionante, adorei acompanhar a história novelesca (com direito a cenas de novela durante o filme) de Joy.
Joy: O Nome do Sucesso : Foto Elisabeth Röhm, Isabella Rossellini, Robert De Niro
O filme apresenta a inventora Joy Mangano (Jennifer Lawrence, indicada ao Oscar 2016) que desde a infância sempre foi muito criativa, até que deixou os sonhos de lado e se tornou uma mãe solteira cheia de ideias criativas na cabeça. Ela vive com os dois filhos, a mãe (Virginia Madsen), a avó (Diane Ladd) e o ex-marido (Edgar Ramírez). Seu lar fora partido quando o pai (Robert De Niro) acabou obrigando-a a tomar conta da casa e ela deixa seus sonhos para trás. Com muitas dificuldades financeiras, Joy pausa sua vida para cuidar da família. Mas após ser obrigada a hospedar seu pai em casa, ela decidirá reinvestir em si mesma.
Joy: O Nome do Sucesso : Foto Bradley Cooper, Jennifer Lawrence, Robert De Niro
A sua primeira criação revoluciona o mercado com o Miracle Mop, um esfregão feito com um tecido propício para ser torcido, sem a pessoa molhar as mãos. A partir dessa invenção ela constrói seu negócio milionário se tornando uma das empreendedoras de maior sucesso dos Estados Unidos.
Joy: O Nome do Sucesso : Foto Dascha Polanco, Diane Ladd, Edgar Ramírez, Elisabeth Röhm, Isabella Rossellini
Assim, acompanhamos a emocionante jornada de uma mulher que é ferozmente determinada a manter sua excêntrica e disfuncional família unida em face da aparentemente insuperável probabilidade. Motivada pela necessidade, engenhosidade e pelo sonho de uma vida, Joy triunfa como a fundadora e matriarca de um bilionário império, transformando sua vida e a de sua família.

Confira o trailer de Joy: O Nome do Sucesso:

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

O Regresso

O Regresso : Poster
Na noite de 11 de fevereiro de 2016, vi o badalado O Regresso (The Revenant, 2015) de AlejandrGonzález Iñárritu,  baseado em fatos reaisnarrados no livro The Revenant: A Novel of Revenge, de Michael Punke.
O Regresso : Foto Leonardo DiCaprio
Filme se passa no século 19, especificamente no ano de 1822, quando o explorador Hugh Glass (Leonardo DiCaprioparte para o oeste americano disposto a ganhar dinheiro caçando próximo ao rio Missouri. No local ele acaba sendo atacado por uma ursa. Em vez de ajudarem, os trabalhadores que o acompanhavam o deixam à própria sorte e ainda roubam seus pertences. Entretanto, mesmo com toda adversidade, e para a surpresa do grupo, Glass consegue sobreviver e inicia uma árdua jornada em busca de vingança.
O Regresso : Foto Leonardo DiCaprio
A jornada em si é repleta de belas imagens e cenas de tirar o fôlego, mas não o suficientes para endeusarem tanto o filme. Por mais que seja uma experiência cinematográfica imersiva e visceral que capta a épica aventura de um homem por sobrevivência e o extraordinário poder do espírito humano. Em uma expedição pelo desconhecido deserto americano.
O Regresso : Foto
Glass resiste à dor inimaginável, bem como à traição de seu confidente, John Fitzgerald (Tom Hardy). Guiado pela força de vontade e pelo amor de sua família, Glass deve navegar um inverno brutal em uma incessante busca por sobrevivência e redenção. Venceu o Oscar 2016 de Melhor Diretor (Alejandro González Iñárritu), Ator (Leonardo DiCaprio) e Fotografia e foi indicada nas categorias Ator Coadjuvante (Tom Hardy), Fotografia, Edição, Figurino, Cabelo e Maquiagem, Efeitos Visuais, Design de Produção, Edição de Som, Mixagem de Som.

Confira trailer de O Regresso:

Deadpool

Deadpool : Poster
Na madrugada deste 11 de fevereiro de 2016, fui ao Cinema na pré estréia de Deadpool (2016) de Tim Miller.
Deadpool : Foto Brianna Hildebrand, Ryan Reynolds
Ex-militar e mercenário, Wade Wilson (Ryan Reynolds) é diagnosticado com câncer em estado terminal, porém encontra uma possibilidade de cura em uma sinistra experiência científica. Depois de ser submetido a um experimento para ganhar fator de cura, o mercenário tagarela, armado com suas habilidades e um senso de humor negro, vai atrás do homem que quase destruiu sua vida. Recuperado, com poderes e um incomum senso de humor, ele torna-se Deadpool e busca vingança contra o homem que destruiu sua vida.
Deadpool : Foto Ed Skrein, Gina Carano, Ryan Reynolds
O anti-herói não convencional da Marvel Comics,pertence ao universo dos X-Men e chega a ter um poder de regeneração maior que o de Wolverine. O filme possui um festival de easter eggs, que até diverte, mas depois cansa um pouco, pois são tantas referências, que ficamos meio que perdidos ao longo da projeção... Destaque para a brasileira Morena Baccarin que tem destaque no filme.
Deadpool : Foto Morena Baccarin, Ryan Reynolds
Segue trailer de Deadpool:



quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Congresso Transmissão





No feriado do Carnaval 2016, participei com a família do Congresso Transmissão na Igreja Batista Central de Fortaleza.
Montamos barraca e participamos ativamente do congresso de jovens. Foram excelentes momentos, como na noite que comemos açaí e no último dia em que o Sahel passou mal e tivemos que sair do acampamento para o UPA...
Segue vídeo onde fomos entrevistados pelas emissoras de TV:



Segue mais algumas fotos:


sábado, 6 de fevereiro de 2016

O Menino e o Mundo

O Menino e o Mundo : Poster
Na tarde deste sábado, 6 de fevereiro de 2016, fui com meu filho Pedro Sahel ver a animação brasileira indicada ao Oscar 2016, O Menino e o Mundo (The Boy and The Woerld, 2015) de Alê Abreu.
O Menino e o Mundo : Foto 
Um garoto mora com o pai e a mãe, em uma pequena casa no campo. Diante da falta de trabalho, no entanto, o pai abandona o lar e parte para a cidade grande. Triste e desnorteado e sofrendo com a falta do pai, o menino faz as malas, pega o trem, deixa sua aldeia e vai desbravar o novo mundo em que seu pai mora.
O Menino e o Mundo : Foto 
Para a sua surpresa, a criança encontra uma sociedade marcada pela pobreza, exploração de trabalhadores e falta de perspectivas. Trata-se de uma inusitada animação, realizada com diversas técnicas artísticas, que retrata as questões do mundo moderno através do olhar de uma criança.

Segue trailer:

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Novamente em João Pessoa



Aproveitei o tempo livre em função de estar desempregado e fui arear a mente em João Pessoa/PB, onde visitamos a amiga Raquel.

Segue algumas fotos do por do sol no Jacaré, o mais bonito do Brasil:



Epa, Cadê O Noé?

Epa! Cadê o Noé? : Poster
Na tarde deste 4 de fevereiro de 2016, fui com o Pedro Sahel ver a animação Epa, Cadê O Noé? (Ooops ! Noah is gone, 2014) de Toby Genkel no Cinépolis do Mangabeira Shopping, em João Pessoa/PB.

Epa! Cadê o Noé? : Foto
É o fim do mundo e o dilúvio está chegando. Uma arca é construída para salvar todos os animais, mas Dave e seu filho Finny, um par de nestrians desajeitados, são excluídos. Escondidos a bordo com a ajuda involuntária de Hazel e sua filha Leah, dois Grymps, eles pensam que estão a salvo até a curiosidade das crianças distraí-las e levá-las para fora da arca. Agora, Finny e Leah precisam sobreviver a predadores famintos, a inundação e tentar chegar ao topo de uma montanha, enquanto Dave e Hazel devem colocar de lado suas diferenças e salvar seus filhos.
Epa! Cadê o Noé? : Foto
O filme de aventura é baseado na história da Arca de Noé, só que desta vez fala sobre as criaturas infelizes no lado errado da evolução. Os moradores terrestres Nestrians Dave e seu filho Finny conseguiram entrar na Arca de Noé com a ajuda de Grymp e sua filha Leah. Mas quando a Arca flutua para longe, Finny e Leah acidentalmente caem. Este é o início de uma aventura na qual Finny aprende algo muito importante sobre si mesmo, e que poderá salvar a vida de seu pai e de sua nova galera.
Epa! Cadê o Noé? : Foto
A animação inspirada no relato bíblico é divertida e os personagens são bem carismáticos.


Confira o trailer de Epa, Cadê O Noé?:





Compartilhar