segunda-feira, 28 de março de 2016

Deus Não Está Morto 2


Na noite deste 28 de março de 2016, vi com a esposa a pré estreia do filme cristão Deus Não Está Morto 2 (God’s Not Dead 2, 2015) de Harold Cronk.

Grace Wesley (Melissa Joan Hart) é uma professora cristã que, ao responder uma pergunta feita por uma de suas alunas, Brooke (Hayley Orrantia), acaba falando sobre Jesus Cristo em plena sala de aula. Tal situação lhe rende um processo administrativo impulsionado pela diretora Kinney (Robin Givens), que não quer que assuntos religiosos sejam tratados dentro da escola. Após se recusar a pedir desculpas pelo ocorrido, Grace é processada pelos pais de Brooke, que acreditam que a polêmica em torno do julgamento possa facilitar a entrada da garota em uma universidade de prestígio.

Gostei mais do embate do primeiro filme, em sala de aula... Neste segundo, o debate acontece num tribunal, onde os sapatos dos advogados contam mais que a fé da réu... O filme nos desafia a proclamar a nossa fé e não ficar calado enquanto vemos o mundo atacar nossas crenças em Jesus Cristo. Cinema cristão de boa qualidade, com uma cena linda, marcante e emocionante de um certo coral...

Confira o trailer de Deus Não Está Morto 2:

sexta-feira, 25 de março de 2016

O Grande Sacrifício 2016

Neste ano, tive o privilégio de participar novamente do Musical O Grande Sacrifício, dessa vez com toda a família.
Segue algumas fotos:






quinta-feira, 24 de março de 2016

Batman vs Superman: A Origem da Justiça 3D Xplus


Na tarde deste 24 de março de 2016, fui com o Sahel ao UCI Parangaba ver a estreia de Batman vs Superman: A Origem da Justiça (Batman vs Superman: Dawn of Justice, 2016) de Zack Snyder em 3D na Sala Xplus.
Batman Vs Superman - A Origem da Justiça : Foto Ben Affleck, Gal Gadot, Henry Cavill
Apesar do filme ser duramente criticado, eu adorei ver o Batman metendo a sola no Superman. Tudo bem que o roteiro não ajudou muito, as soluções são simples, mas curti muito a luta entre os maiores herói da DC e especialmente o poderio do Batman, que já é demonstrado há anos no cinema.
Batman Vs Superman - A Origem da Justiça : Foto Ben Affleck, Henry Cavill
Preocupado com as ações de um super-herói com poderes quase divinos e sem restrições, o formidável e implacável vigilante de Gotham City enfrenta o mais adorado salvador de Metrópolis, enquanto todos se questionam sobre o tipo de herói que o mundo realmente precisa. E com Batman e Superman em guerra um com o outro, surge uma nova ameaça, colocando a humanidade sob um risco maior do que jamais conheceu.
Batman Vs Superman - A Origem da Justiça : Foto Henry Cavill
Clark Kent (Henry Cavill) tenta levar uma vida tranquila como jornalista, mas a todo momento é forçado a deixar o emprego para salvar o mundo como o Superman. No entanto, quando um grande evento acontece, Clark encontra-se com Bruce Wayne (Ben Affleck), mas esse encontro não será para selar uma amizade, mas um combate nunca antes visto!
Batman Vs Superman - A Origem da Justiça : Foto Ben Affleck, Henry Cavill
O confronto entre Superman e Zod (Michael Shannon), mostrado no filme Homem de Aço (Man of Steel, 2013) de Zack Snyder, fez com que a população mundial se dividisse acerca da existência de extra-terrestres na Terra. Enquanto muitos consideram o Superman como um novo deus, há aqueles que consideram extremamente perigoso que haja um ser tão poderoso sem qualquer tipo de controle. Bruce Wayne (Ben Affleck) é um dos que acreditam nesta segunda hipótese. Sob o manto de um Batman violento e obcecado, ele investiga o laboratório de Lex Luthor (Jesse Eisenberg), que descobriu uma pedra verde que consegue eliminar e enfraquecer os filhos de Krypton.

Confira o trailer:



terça-feira, 22 de março de 2016

Cinquenta Tons de Preto


Na tarde deste 22 de março de 2016, após uma excelente sessão de Ressureição com o Júnior, vimos a terrível comédia Cinquenta Tons de Preto (Fifty Shades of Black, 2016) de Michael Tiddes.

Trata-se de um dos piores filmes que já tive o desprazer de ver no cinema. Não consegui ficar até o fim da sessão, tão horrível era as ridículas cenas que se prestavam a fazer o público rir... Paródia do drama romântico Cinquenta Tons de Cinza, filme que apresenta uma relação complexa e intensa entre uma jovem virgem e sonhadora e um empresário que revela seu interesse pelo sadomasoquismo.

Estrelado por Marlon Wayans, que atuou em outras paródias que viraram franquias: Todo Mundo em Pânico e Inatividade Paranormal. Ele interpreta Christian Black (Marlon Wayans) um empreendedor de sucesso com um passado obscuro e gostos bem peculiares. Quando conhece a Hannah Steale (Kali Hawk), ele fica obcecado por ela e tenta fazer com que ela se submeta a todos os seus desejos. Sexuais, é claro. O problema é que a única coisa que ele consegue dominar é a sua atenção, e a única dor que ele consegue causar é na barriga, de tanto rir.

Se você curte esse tipo de filmes, me desculpe, mas você não é uma pessoa normal...

Não recomendo sequer o trailer:

Ressurreição


Na tarde de 22 de março de 2016, vi novamente, dessa vez com o meu cunhado Júnior, o drama épico cristão Ressurreição (Risen, 2016) de Kevin Reynolds.

O filme é tão bom, que nem o fato de vê-lo dublado incomodou. Veja meus comentários aqui.

Segue novamente o trailer:

sábado, 19 de março de 2016

Ressurreição


Na tarde deste 19 de março, vi com a esposa e o caçula o épico cristão Ressurreição (Risen, 2016) de Kevin Reynolds, que narra a fictícia história de um tribuno que se converte após procurar pelo corpo ressurreto de Jesus. Algumas cenas tem o correto embasamento bíblico e não me canso de ver filmes com a temática cristã no cinema.

O soldado romano Clavius (Joseph Fiennesum poderoso tribuno militar romano, e seu assistente, Lucius (Tom Felton), que recebem de Pôncio Pilatos a tarefa de resolver o mistério do que aconteceu com Jesus nas semanas seguintes a crucificação, a fim de refutar os rumores de um Messias ressuscitado e evitar uma revolta em Jerusalém.

Na investigação ddesaparecimento do corpo de Jesus Cristo, eles interrogam Maria Madalena, a mulher que vira o corpo ressurreto de Jesus após ter sido crucificado, na busca por pistas de onde estaria o corpo. 

Os que o crucificaram acusam os discípulos de terem roubado o corpo. Assim, eles vão até Jerusalém, guiado pelo ceticismo e com a missão de desmentir o fato de Jesus ter ressuscitado. Mas à medida em que a investigação evolui, Clavius passa a ter muitas dúvidas. A história nos remete a história do apóstolo Paulo, que de perseguidor dos cristãos, se tornou discípulo. Imperdível.

Segue trailer:


quinta-feira, 17 de março de 2016

Mundo Cão

Mundo Cão : Poster
Na tarde deste 17 de março de 2016, vi o drama nacional Mundo Cão (2014) de Marcos Jorge, que trata-se de uma grata surpresa, que aborda o tema vingança de um modo bem criativo.
Mundo Cão : Foto
O filme se passa em 2007, quando o Centro de Controle de Zoonoses local impõe o sacrifício de animais capturados. Santana (Babu Santana) é funcionário desse departamento e certo dia ele pega um cachorro grande e agressivo. O dono do bicho, o criminoso Paulinho (Lázaro Ramos), vai tirar satisfações com Santana, gerando uma série de desentendimentos. Irado, o homem culpa Santana pelo ocorrido e trama uma cruel vingança, que é melhor vista do que comentada.
Mundo Cão : Foto
Chama a atenção as cenas que remetem ao fato da família abordada ser cristã, inclusive com o Santana sendo o baterista da igreja... Muito interessante também a forma como o tema futebol está presente na trama.

Confira trailer de Mundo Cão:



Kung Fu Panda 3 em 3D

Kung Fu Panda 3 : Poster
Na tarde desse 17 de março de 2016, vi novamente a animação Kung Fu Panda 3 (2016) de Jennifer YuhAlessandro Carloni, dessa vez em 3D.
Kung Fu Panda 3 : Foto
O desajeitado urso panda Po (dublado originalmente por Jack Black), segue sua jornada ao lado do mestre Shifu (Dustin Hoffman), Tigresa (Angelina Jolie), Macaco (Jackie Chan), Víbora (Lucy Liu) e Louva-Deus (Seth Rogen). O grupo precisa enfrentar uma força sobrenatural e Po vai finalmente conhecer o seu pai verdadeiro, que havia sumido. Destaque o vilão Kai que tem uma participação deveras interessante.
Kung Fu Panda 3 : Foto
Trata-se de uma das franquias de animação de maior sucesso no mundo retorna com sua maior aventura da comédia, Kung Fu Panda 3. Quando o pai do Po, desaparecido há muito tempo, reaparece, a dupla se reúne para viajar a um paraíso panda secreto para atender dezenas de divertidos novos personagens panda. Mas quando o vilão sobrenatural Kai começa a varrer toda a China derrotando todos os mestres de Kung Fu, Po deve fazer o impossível - aprender a treinar uma aldeia cheia de amantes da diversão e irmãos desajeitados para se tornar o time final de Kung Fu Pandas!

Segue trailer de Kung Fu Panda 3:



Zootopia - Essa Cidade é o Bicho

Zootopia: Essa Cidade é o Bicho : Poster
Na tarde deste 17 de março de 2016, estive com o Sahel no UCI cinemas vendo a nova animação da Disney Zootopia - Essa Cidade é o Bicho (Zootopia, 2016) de Byron Howard (de Enrolados) e Rich Moore (de Detona Ralph) e produzido por produzido por John Lasseter. 
Zootopia: Essa Cidade é o Bicho : Foto
Zootopia é uma cidade diferente de tudo o que você já viu. Formada por “bairros-habitat”, como a elegante Praça Sahara e a gelada Tundralândia, essa metrópole abriga uma grande diversidade de animais irreverentes sempre prontos para encarar uma nova e divertida aventura.
Zootopia: Essa Cidade é o Bicho : Foto

Quando Juddy Hopps (voz de Monica Iozzi) é uma pequena coelha de uma fazenda isolada, filha de agricultores que plantam cenouras há décadas. Mas ela tem sonhos maiores: pretende se mudar para a cidade grande, Zootopia, onde todas as espécies de animais convivem em harmonia. Quando chega em Zootopia, ela descobre que ser a primeira coelha da equipe da polícia, formada por animais grandes e fortes, não é nada fácil. 
Zootopia: Essa Cidade é o Bicho : Foto
Judy enfrenta o preconceito e as manipulações dos outros animais, mas conta com a ajuda inesperada da raposa Nick Wilde, conhecida por sua malícia e suas infrações. A inesperada dupla se dedica à busca de um animal desaparecido, descobrindo uma conspiração que afeta toda a cidade. Determinada a provar seu valor, ela embarca em uma aventura atrapalhada e bem humorada, ao lado do malandro raposo Nick Wilde (voz de Rodrigo Lombardi) para desvendar um grande mistério.
Zootopia: Essa Cidade é o Bicho : Foto
Eles apesar de serem rivais a princípio, são forçados a se unir quando se tornam alvos de uma conspiração. Eles então, passam a perceber que inimigos naturais podem se tornar grandes amigos. Assim a aventura é bem divertida e recomendada para todas as idades.

Segue trailer de Zootopia - Essa Cidade é o Bicho:







terça-feira, 15 de março de 2016

Little Boy - Além do Impossível

Na tarde deste 15 de março de 2016, fui com a esposa e o caçula ao Cinépolis ver o drama Little Boy - Além do Impossível (Little Boy, 2015) de Alejandro Monteverde, um daqueles típicos filmes de motivação, que nos incentiva a acreditarmos em nós mesmos e transmite lições de moral pra toda família.

O filme se passa na cidade de O'Hare, Califórnia, onde o pequeno Pepper (Jakob Salvati) tem uma forte ligação com o pai, James Busbee (Michael Rapaport), com quem vive aventuras fantasiosas próprias da primeira infância, muitas delas baseadas nas aventuras de um herói dos quadrinhos/cinema/teatro Ben Eagle (Ben Chaplin). É muito prazeroso vermos um filme que exalta a família, especialmente a relação pai e filho, tão necessária para a construção do caráter das crianças. Destaque para uma cena em que a mãe (Emily Watson) recebe uma cantada do Dr. Fox (Kevin James) e repudia...

London (David Henrie), seu irmão é convocado para lutar na Segunda Guerra Mundial, mas fica impossibilitado devido ter a planta do pé reta, obrigando James a ir no lugar dele. A situação de perder o seu parceiro deixa Pepper desolado, sendo que ele ainda precisa lidar com as constantes provocações dos demais garotos por ser pequeno demais - daí o apelido jocoso Little Boy. A questão do bullying está presente em boa parte do filme...
Disposto a trazer o pai de volta da guerra, Pepper se agarra na promessa bíblica de que se tivermos a fé do tamanho de um grão de mostarda, conseguimos mover montanhas e irmos além daquio que é impossível. Assim, o garoto resolve seguir uma lista de boas ações entregue pelo padre Oliver (Tom Wilkinson), inclusive fazer amizade com o japonês  Hashimoto (Cary-Hiroyuki Tagawa), a quem ele e o irmão descontaram suas frustações, culpando o homem como responsável pela guerra. Aliás este é um dos sub temas que são pincelados nesta obra, o preconceito norte-americano em relação aos japoneses.

Com uma mensagem cristã claramente inserida no contexto familiar e da Segunda Guerra Mundial, o film não força a conversão do espectador e consegue emocionar em seus dois finais, um melancólico e outro que renova nossas esperanças e nos inspira a colocar a nossa fé em ação.

Confira o emocionante trailer de Little Boy - Além do Impossível:

sexta-feira, 11 de março de 2016

A Série Divergente: Convergente 3D Imax

A Série Divergente: Convergente : Poster
Na tarde deste 11 de março de 2016, vi com a Sara o terceiro filme da distopia adolescente A Série Divergente: Convergente (The Divergent Series: Allegiant) de Robert Schwentke, baseado no terceiro livro da trilogia literária, de Veronica Roth. Vi em 3D na Sala Imax do UCI Cinemas.
A Série Divergente: Convergente : Foto Daniel Dae Kim
A sociedade baseada em facções, na qual Tris Pior (Shailene Woodley) acreditou um dia, desmoronou, destruída pela violência e por disputas de poder. Agora, Tris terá de lidar com novos desafios e se vê mais uma vez forçada a fazer escolhas que exigem coragem, fidelidade, sacrifício e amor.
A Série Divergente: Convergente : Foto Shailene Woodley, Theo James
Eu até que curti um pouco o primeiro filme, mas as continuações acho fracas e desinteressantes.

Confira trailer de A Série Divergente: Convergente:


Um Homem Entre Gigantes

Um Homem Entre Gigantes : Poster
Na tarde desse 11 de março de 2016, vi com a Sara o drama Um Homem Entre Gigantes (Concussion, 2015) de Peter Landesman, baseados na reportagem Game Brain, de Jeanne Marie Laskas.
Um Homem Entre Gigantes : Foto Albert Brooks, Mike O'Malley, Will Smith
Dr. Bennet Omalu (Will Smith), neuropatologista forense, diagnostica um severo trauma cerebral em um jogador de futebol americano e, investigando o assunto, descobre se tratar de um mal comum entre os profissionais do esporte, a encefalopatia traumática crônica. Determinado a reverter o quadro e expôr para o mundo a grave situação, ele trava uma guerra contra a poderosa Liga Nacional de Futebol NFL.
Um Homem Entre Gigantes : Foto Alec Baldwin, Will Smith
Eu gosto de filmes que narram a jornada de um herói da vida real, e com este não foi diferente.

Confira o trailer de Um Homem Entre Gigantes:

quinta-feira, 10 de março de 2016

Boa Noite, Mamãe

Boa Noite, Mamãe : Poster
Na noite deste 10 de março de 2016, vi com minha prima Erissandra o terror austríaco Boa Noite, Mamãe (Ich seh, Ich seh, 2014) de Veronika FranzSeverin Fiala.
Boa noite, mamãe : Foto Susanne Wuest
O filme apresenta uma família vive em uma residência isolada em meio a árvores e plantações de milho. Após dias afastada por conta de cirurgias plásticas, a mãe (Susanne Wuest) volta para casa e não é reconhecida pelos filhos gêmeos. As crianças, de nove anos, duvidam que a mulher de rosto coberto seja realmente sua mãe e a partir de então nada será como antes.
Boa noite, mamãe : Foto Elias Schwarz, Lukas Schwarz
Acontece que o filme tem um segredo, que se for percebido de início, acaba com a graça do filme. Foi o escolhido pela Áustria para a corrida pelo Oscar 2016 na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

Segue trailer de Boa Noite, Mamãe:

quarta-feira, 9 de março de 2016

Apaixonados - O Filme

Na tarde deste 9 de março de 2016, fui com a esposa e o caçula ver Apaixonados - O Filme (2015) de Paulo Fontenele.

O filme é bem popular e se situa em pleno Carnaval, quando três casais se encontram e tentam ficar juntos em meio a diversos conflitos que surgem tendo a maior festa do Brasil como cenário - e muitas vezes como causa. Cássia (Nanda Costa) é a porta-bandeira de uma escola de samba e além de se dividir entre as responsabilidades carnavalescas e a preocupação com o pai (Roberto Bonfim), que está internado, ela se envolve com o médico Léo (Raphael Viana), quando se conhecem logo na cena de abertura da comédia romântica, que como o trailer mostra, ocorre dentro de um elevador, embora passem o filme se cruzando, um não percebe o outro, e eles sequer trocaram telefones no primeiro encontro...
Outro casal improvável é composto por Soraia (Roberta Rodrigues), uma cabeleireira da comunidade, e Hugo (João Baldesserini), jovem abastado que é controlado pelo pai. Ele salva ela de uma tentativa de assédio, e é linchado, posteriormente a encontra meio que por acaso e a segue até a sua comunidade. À noite, vão para um evento da alta sociedade e ela é confrontada pelo pai do rapaz devido a diferença de classe social.

O terceiro casal, que funciona como alívio cômico é formado pelo americano Scott (Danilo de Moura), que odeia samba e não consegue deixar o Rio de Janeiro, após perder o vôo devido o trânsito do período carnavalesco. Ele conhece a vendedora Uitinei (Evelyn Castro), que faz de tudo para conquistá-lo, inclusive o leva para a comunidade e para o desfile da Grande Rio, escola de samba que agrega todos os personagens.

Achei interessante o fato do longa se passar nos bastidores de uma escola de samba, prestes ao dia do desfile. Ainda assim, o filme consegue abranger os blocos de ruas e os bailes carnavalescos. Apesar da fragilidade do roteiro, como no episódio envolvendo a  rainha de bateria Sabine (Paloma Bernadi) que tenta sabotar uma das alegorias e a tentativa de suborno ao carnavalesco Charles (Saulo Rodrigues), e do tom novelesco presente em quase todas as cenas, que inclusive possuem música tema retratando o  que está sendo mostrado em tela, trata-se de uma comédia romântica honesta que pode até agradar aos menos exigentes.

Confira o trailer:

terça-feira, 8 de março de 2016

Meu Amigo Hindu

Na tarde deste dia internacional da mulher, 8 de março de 2016, fui ao cinema conferir Meu Amigo Hindu, filme do diretor argentino/brasileiro Hector Babenco, de O Beijo da Mulher-Aranha (1985), que teve indicações a Oscar e Globo de Ouro e do conhecido e excelente Carandiru (2003). 

Trata-se de uma cinebiografia egoísta e de mau gosto, com cenas constrangedoras (especialmente a que Bárbara Paz dança ao som do clássico de Cantando na Chuva (Singin' in the Rain, 1952) e de total desrespeito às mulheres. O filme conta com elenco em sua maioria composto por atores brasileiros, mas falado em inglês (a língua universal...) devido o alter ego do diretor ser interpretado por Willem Dafoe.
Diego (Willem Dafoe) é um cineasta diagnosticado com câncer terminal, cuja única chance de sobrevivência é se submeter a um transplante de medula óssea experimental, que apenas é realizado nos Estados Unidos. Assim, ele parte para Washington mas antes decide se casar e se despedir dos amigos numa festa onde o orgulho e a vaidade é quem dão o mote. Já no hospital, ele conhece um menino hindu de apenas oito anos, que também está internado. Logo Diego passa a vivenciar com ele aventuras fantasiosas, inspiradas no cinema, que ajudam a suportar a dura realidade que os cerca.

O que deveria ser um filme tocante devido o fato do diretor ter sobrevivido ao câncer terminal, é uma história que causa ojeriza. No início, somos avisados pelo próprio diretor que o que vamos assistir é uma história que aconteceu com ele e que ele contaria da melhor maneira que sabia... Perdeu o prestígio comigo...

O roteiro é cheios de problemas, os personagens coadjuvantes são tratados como descartáveis e o tal amigo hindu tem pouca importância na história contada, que é enfadonha e cansativa...

Segue trailer:


sábado, 5 de março de 2016

Mia Madre


Na tarde deste 5 de março de 2016, vi com o amigo do Blog Cine Diário Ailton Monteiro, o drama italiano Mia Madre (2015) de Nanni Moretti em cartaz no Cinema de Arte.

O filme é bastante sensível e aborda com sobriedade os últimos dias de vida da mãe de uma diretora de cinema, Margherita (Margherita Buy), que está iniciando as filmagens de seu novo longa-metragem, que será protagonizado pelo astro internacional Barry Hughins (John Turturro), mostrando inclusive um pouco dos bastidores do cinema.  O título do filme que Margherita está filmando é "Noi siamo qui" (We Are Here) "Nós Estamos Aqui", em português, mostrando de certa forma o lado esquerdista do diretor.
Além disso, ela precisa lidar com vários problemas em sua vida pessoal, como o fim de um relacionamento.A mãe (Giulia Lazzarini), está internada no hospital e recebe a atenção de seus dois filhos, um deles, o que fica mais tempo com a mãe, interpretado pelo próprio diretor. Assim o filme ganha um ar de despedida, reforçado com sua brilhante cena final.

O cunho bem pessoal que Nanni Moretti usou  no roteiro, o que tinha escrito durante a doença de sua mãe, o que dá um aspecto autobiográfico ao longa que foi ovacionado por cerca de oito minutos, após sua exibição no Festival de Cannes 2015. Merece ser apreciado.

Confira o belo trailer:

quinta-feira, 3 de março de 2016

A Bruxa

Na tarde deste 3 de março de 2015, vi o terror A Bruxa (The Witch, 2015) de Robert Eggers, no UCI Cinemas do Shopping Iguatemi.

Situado na Nova Inglaterra, no ano 1630, o filme apresenta a família do casal William (Ralph Ineson) e Katherine (Kate Dickie) leva uma vida cristã com suas cinco crianças em uma comunidade extremamente religiosa, até serem expulsos do local por sua fé diferente daquela permitida pelas autoridades. O tribunal os acusa de praticarem heresia.
A família passa a morar num local isolado, à beira do bosque, sofrendo com a escassez de comida. Um dia, o bebê recém-nascido desaparece. Teria sido devorado por um lobo? Sequestrado por uma bruxa? Enquanto buscam respostas à pergunta, cada membro da família tem seus piores medos e seu lado mais condenável colocado em xeque.

Quem narra a história é a jovem Thomasin (Anya Taylor Joy), que após a mudança de sua família para a nova casa, percebe que coisas estranhas começam a acontecer: animais tornam-se malévolos, a plantação morre e seu irmão recém nascido desaparece. Ela está aparentemente possuída por um espírito maligno. Desconfiados e paranoicos, os irmãos gêmeos da família acusam a adolescente de praticar feitiçaria.

O clima do filme é tenso e a associação da religiosidade, com o misticismo, o cristianismo e a natureza é bastante evidente em várias cenas, tornando os acontecimentos críveis por vários motivos. Não é aquele típico terror gratuito. A fotografia colabora também para tudo que é mostrado, ou não ao longo da projeção. Assim como a boa utilização dos efeitos sonoros.

Destaque para a cena em que o menino (Harvey Scrimsham) está possuído, que nos fazem lembrar grandes clássicos do gênero. O filme foi exibido no Festival de Sundance 2015 e ganhou o prêmio de melhor diretor de filme dramático americano. O rapaz tem talento e seu futuro é promissor. Se o filme terminasse poucos segundos antes do fim, quando Thomasin encontra o ritual com as bruxas, teria tido um efeito melhor do que vermos ela voando pelos ares...

Confira o trailer:

Kung Fu Panda 3

Na tarde deste 3 de março de 2016, fui com meu filho Pedro Sahel ver a animação da Dreamworks, Kung Fu Panda 3 no UCI Cinemas do Shopping Iguatemi Fortaleza.

Trata-se de uma das franquias animadas mais bem-sucedidas da Dreamworks, que retorna com uma aventura de autodescoberta, com uma mensagem clara as crianças de exploração do que há de melhor em si mesmo.
A animação inicia apresentando o poderoso touro Kai (J.K. Simmons), O Coletor, um centenário inimigo do Mestre Oogway, que reúne forças para voltar para o mundo dos vivos e tomar o que ele acha que é dele por direito. Caberá a Po (dublado originalmente por Jack Black e por Lucio Mauro Filho no Brasil), o Dragão Guerreiro e seus amigos Tigresa (Angelina Jolie), Macaco (Jackie Chan), Víbora (Lucy Liu) e Louva-Deus (Seth Rogen), impedirem o maléfico plano do vilão. Assim, Mestre Shifu (Dustin Hoffman) tem como principal ensinamento fazer com que Po aprenda a técnica de dominação do Chi, uma espécie de energia vital.

Acontece que o atrapalhado panda acaba se desconcentrando com a chegada do pai de sangue, o panda Li, e a iminente viagem de autoconhecimento de Po, que o leva para o paraíso secreto dos pandas, uma vila secreta dos pandas, fato este que aguça o ciúme do Sr Ping, o pai ganso adotivo de Po.

Quando Po descobre que o vilão sobrenatural Kai está percorrendo a China para acabar com todos os mestres do Kung Fu, ele percebe que deverá realizar o impossível: treinar um vilarejo repleto de irmãos divertidos, amorosos e desajeitados para que eles tornem-se os mais poderosos Kung Fu Pandas.


Com os mesmos roteiristas dos filmes anteriores da franquia, é notável a coerência e o crescimento do arco narrativo de Po abordado nos filmes anteriores. Jennifer Yuh, que dirigiu o segundo filme, conta agora com o auxilio de Alessandro Carloni na direção. Guillermo del Toro é quem assina a produção recomendada por divertir adultos e dar lições preciosas aos pequenos.

Confira um dos trailers dublados:

Compartilhar