sábado, 31 de dezembro de 2016

Retrospectiva 2016 - O ano mais difícil da minha vida

Nunca imaginei que passaria praticamente um ano desempregado... O ano mais difícil da minha vida começou com a postagem nº 2000 deste Blog! E com o cumprimento de aviso prévio... Na oportunidade, ajudei a família Falcão na mudança para Tutóia. Houve também um episódio em que o Sahel estalou involuntariamente o braço do Izahel... E participei com a Mariana da 1º Corrida no Conjunto Industrial.
Estando desempregado, decidi então tirar um mês de férias com a família, pois imaginávamos que em seguida surgiria uma oportunidade e só poderia tirar férias depois de um ano... Então fomos para Natal e João Pessoa, visitar respectivamente a família Faustish e a família da Raquel. Foram as únicas viagens desse ano de vacas magras. No carnaval, acampamos na igreja e participamos do Congresso Transmissão. Foi um preparo espiritual para a luta que iríamos enfrentar ao longo do ano na busca pela recolocação profissional.
Após o carnaval iniciei a busca pelo novo emprego e percebi como o mercado estava retraído. Vários emails enviados, cadastro de currículo em vários sites e empresas, mas quase nada de feedback... Os meses foram passando e a tática teve que ser mais agressiva... Participei de alguns processos seletivos interessantes, muitos deles envolvendo várias etapas eliminatórias, com testes de conhecimentos, entrevistas, mas os poucos processos que davam um retorno, ele era negativo... Muitas vezes fui considerado acima do perfil das raras vagas que surgiam... Talvez por ter muita formação acadêmica (duas graduações na UFC e uma Pós) 
No meio disso tudo, tive o privilégio de participar novamente com a família do espetáculo O Grande Sacrifício no período da Páscoa. E no início de maio, vi meu Fortaleza se sagrar tri-campeão Cearense de Futebol. 

Na luta por uma vaga no mercado de trabalho, às vezes ficava com a sensação de que os gestores tinham receio de contratar alguém capacitado como eu, e acabar perdendo espaço... Ter 11 anos de experiência no gabinete da presidência da maior empresa do país não foi favorável, pelo contrário, a imagem da empresa está tão desgastada, que creio que esse fator contribuiu para algumas eliminações nos processos... Como é ruim não ter um retorno expondo os motivos da não contratação... Ficar conjecturando é muito desagradável... Teve empresa que o retorno era um mero SMS informando que estava fora do processo... Enquanto isso eu ia pedalando com a família, recebendo seguro desemprego... Deus ia ao seu modo cuidando do meu sustento... Viver em prosperidade no meio da escassez, é viver diariamente os milagres celestiais...

O país estava afundado numa enorme crise política e econômica. No meio disso tudo, presenciamos a presidente eleita Dilma Rousseff ser destituída num golpe parlamentar, o povo colocou uma raposa no poder... Nem mesmo as olimpíadas no Rio fizeram o ano ser marcante... Nunca pensei que chegaria Agosto e eu teria a disponibilidade de ver a maioria dos jogos olímpicos, dormindo tarde todos os dias e acompanhando tudo... 
Em setembro, mês do meu aniversário, participei da Cross Urbano da Caixa na Arena Castelão, completei 32 anos, fui pro desfile de 7 de setembro na Beira-Mar, teve festa de aniversário com o Grupo de Relacionamento, Também teve aniversário surpresa do Josias transmitido pela Internet para China, a celebração de 9 anos do João Victor do Val e da Rosinete, e desafiei o meu corpo a correr novamente uma meia maratona, na 7ª Corrida Pague Menos.
No mês de outubro, participei de uma bela ação social no Lagamar em prol das crianças daquele bairro num belo ato do aGRaciados. Sofri com meu time tendo que ficar mais um ano na Série C, estive com as crianças no Game Station, e na noite do pijama da IBC na semana das crianças. Também corri 10Km na Night Run - Etapa Coruja nos arredores do Centro de Eventos.
Novembro me lembro do aniversário da Cristiane #Cris43, do encerramento do ano letivo do Sahel numa linda festa, que acabou sendo a despedida dele da escola onde ele cursou toda a educação infantil. Estive no encontro da liderança do Geração Futuro na IBC, o Encontrolado 2016. Teve festa surpresa da minha esposa Mariana no Rio Mar...
No cinema, não tive meu acesso livre (meu passaporte da felicidade venceu em abril), mas consegui em função do tempo disponível que tive, ver um recorde histórico de filmes no cinema, 170. Iniciei minha colaboração no Callango Nerd, o que me rendeu algumas incursões interessantes ao cinema, como o lançamento do Centerplex Grand Messejana, e a pré-estréia de O Shaolin do Sertão com o elenco do filme. Me tornei fiel ao Cinepolis Rio Mar...

O ano também reservou alguns bons shows. O melhor deles talvez tenha sido o de Leonardo Gonçalves no Teatro Rio Mar em abril. Em maio teve a volta do Stauros a Fortaleza, num show histórico no espaço Caras. No mês junino, foi a vez de conferir a singela apresentação de Os Arrais no Teatro Via Sul. Em agosto, a banda de rock Megadeth se apresentou no Siará Hall e eu estava lá conferindo. No final do mês ainda teve o DNA G3 no Sebrae e o mais extraordinário, Oficina G3 no Sal Surfistas! O Sal também nos proporcionou um belo culto com Preto no Branco e Salomão do Reggae. E os shows do ano terminou com a apresentação da banda Catedral cantando várias canções de seu vasto repertório no Teatro Rio Mar.
A imagem pode conter: 10 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas sentadas e atividades ao ar livre

Apesar de tudo, o ano teve muitas coisas positivas, como as alegrias advindas da Orientação. Em meu segundo ano competindo, pela primeira vez numa categoria Bravo a H21B, fiquei em terceiro colocado no campeonato cearense de orientação, acumulando meu segundo pódio, mas pode ser que por causa do regulamento, eu fique novamente em segundo lugar. No Jirau, fui bi-campeão da dupla Familiar com meu filho Pedro Sahel, ganhando as três provas do campeonato. E pra encerrar o ano com chave de ouro, fiquei em quarto colocado, empatado com o terceiro na Copane (Copa Nordeste de Orientação).
Foi um ano de deserto e consequentemente de muito aprendizado. Teve o Natal de 2016, com a tradicional ceia familiar e a oportunidade de participar do Ato de Compaixão da IBC na Praça do Ferreira. Que venha 2017! Se Deus permitir, com muitas bênçãos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Isso! Comente! Faça um blogueiro feliz!

Compartilhar