quarta-feira, 1 de março de 2017

Beleza Oculta


Abordando o relevante tema da depressão, drama Beleza Oculta (Collateral Beauty, EUA, 2016), de David Frankel conta com um elenco excelente, em atuações abaixo da média garantindo o pagamento de suas contas numa história simples e aparentemente boba, que não impressiona, mas também não incomoda em sua tentativa de colocar lágrimas no rosto da plateia.

Após uma tragédia pessoal, Howard (Will Smith) um publicitário de sucesso perde sua filha de seis anos e entra em depressão. Seus amigos (Edward NortonKate Winslet e Michael Peña) contratam uma detetive, que logo descobre que ele passou a escrever cartas para a Morte, o Tempo e o Amor, deixando seus amigos e sócios preocupados, à ponto de contratarem atores de teatro para tornar o impossível realidade, fazendo com que essas três partes do universo respondam e interajam com Howard para tentar tirá-lo desse poço de sofrimento e isolamento, pois nem mesmo no grupo de passos conduzido por Madeleine (Naomie Harris) ele quer participar, ficando apenas de longe como observador

Então, a Morte (Helen Mirren), o Tempo (Jacob Latimore) e o Amor (Keira Knightley) tentam ensinar o valor da vida para o protagonista. É um filme mediano, que nunca quis ser ou parecer mais do que o que de fato ele é.

Veja o trailer de Beleza Oculta:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Isso! Comente! Faça um blogueiro feliz!

Compartilhar