quinta-feira, 30 de março de 2017

Rammstein Paris


Filme-concerto Rammstein Paris (Alemanha, 2016) de Jonas Åkerlund mostra o vigor da banda alemã, que eu pensava desconhecer, mas que quando ouvi algumas canções, especialmente "Du hast", percebi que já havia ouvido em algumas oportunidades. A performance teatral é absolutamente cinematográfica, principalmente pelo uso de fogo, embora haja alguns exageros de cunho sexual.

Neste filme-concerto de última geração, o renomado diretor sueco Jonas Åkerlund (Black Dog Films) adota uma nova abordagem radical para captar a emoção e a adrenalina da exclusiva apresentação ao vivo de Rammstein. RAMMSTEIN: PARIS é um banquete acelerado para todos os sentidos: um conto de fadas sombrio e espetacular com controvérsia, habilidades teatrais perigosas, além da fragrância intoxicante de gasolina.

É muito bacana ter a oportunidade de ver grandes shows no cinema, especialmente como este que envolve tanta pirotecnia, músicos acorrentados, vestido de couro e rastejando em torno de uma plataforma acima do palco... Ou quando a banda fica num palco de uns 15m² no meio da plateia... Pena que são escassas as sessões e a divulgação não tenha a devida abrangência. O que dizer das músicas do Rammsteis? Du hast fala sobre união conjugal, Mutter fala da ausência materna, Amerika é repleta de ironia, Mein Teil aborda o tema da alimentação? (Nós somos o que comemos...?), Pussy é de muito mal gosto...

Segue setlist:
“Sonne”
“Wollt ihr das Bett in Flammen sehen?”
“Keine Lust”
“Sehnsucht”
“Asche zu Asche”
“Feuer frei!”
“Mutter”
“Mein Teil”
“Du riechst so gut”
“Links 2-3-4″
“Du hast”
“Haifisch”
“B-Stage”
“Bück dich”
“Mann gegen Mann”
“Ohne dich”
Encore:
“Mein Herz brennt”
“Amerika”
“Ich will”
Encore 2:
“Engel”
“Pussy”
Encore 3:
“Frühling in Paris”

Veja o trailer divulgação de Rammstein Paris:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Isso! Comente! Faça um blogueiro feliz!

Compartilhar