segunda-feira, 25 de maio de 2020

Familia em Quarentena


Nunca esqueceremos os mais de 70 dias que vivemos sem sair de casa. E olhe que somos conhecidos como arruaceiros.


As poucas escapadas são para alguma atividade física aqui em frente de casa. Nesses dias até tênis misturado com frescobol jogamos.

domingo, 24 de maio de 2020

Jogando Mundo


Um passatempo dessa quarentena tem sido os jogos de tabuleiro, especialmente o que fizemos: Mundo

Nessa rodada, os Looney Tunes, os Smurfs, os Angry Birds e os Soldadinhos se enfrentaram.

Baguncei Tudo! Baleia em origami


Após mais uma lição do Geração Futuro, resolvemos filmar eu e os meninos fazendo a aplicação: uma baleia em origami.

Ficou legal. Confiram:

sábado, 23 de maio de 2020

GR Gourmet


Nesse 23 de maio, tivemos um GR virtual Gourmet. Teve santa ceia, orações, louvores, partilha, um video surpresa das Kkks, e depois fomos a cozinha onde fizemos uma deliciosa panqueca de banana.









quarta-feira, 20 de maio de 2020

Fazendo pão de leite com as crianças


Neste 20 de maio, resolvi filmar eu fazendo uma receita com as crianças. Eles se arrumaram todos e fomos fazer a receita. So nao contávamos com o pouco espaço de memória no celular. A receita ficou ruim, mas ter um tempo divertido com eles não tem preço. Segue o vídeo:

sábado, 9 de maio de 2020

Nem Sim, Nem Não, Muito Pelo Contrário


Neste 9 de maio, gravei um vídeo do meu filho Pedro Sahel comentando o livro Nem Sim, Nem Não, Muito Pelo Contrário de Giselda Laporta Nicolelis e ilustrações de Marcelo Cipis da Editora do Brasil. Vejam e ouçam seus comentários:


sábado, 2 de maio de 2020

O Sonho de Mariana


Minha esposa tem o dom da revelação por meio de sonhos. Ela rotineiramente me acorda querendo relatar seus sonhos. Mas sonhos são confusos. E a Mariana narrando aí já viu né... eu não entendo nada. Ela é mais espiritual, eu sou mais racional.

Hoje ela teve mais um sonho. Impressionante! Novidade nenhuma. Mas quando acordei, vi que ela tinha escrito várias páginas de um caderninho, pra não esquecer o sonho... Aí ela teve minha atenção e comecou me contar... O Sonho foi tão real que ela precisou escrever! Eu convivo com ela, e pra ela querer redigir um sonho, são dois milagres acontecendo simultaneamente. Eu deixarei registrado aqui no blog, pois já existem relatos de aparição de objetos voadores não identificados. E quando Jesus retornar pra buscar sua igreja, vão dizer que foram os extraterrestres... Vamos ao texto dela:

"Estamos vivendo tempos que podem para muitos, ser horrível. Milhares de pessoas estão morrendo fico constantemente a pensar o porque de tudo isso. Há um vírus espalhado pelo mundo, chamado coronavirus, para mim este não é o maior problema, mas as prioridades que as pessoas tem em suas vidas. Na minha vida, a presença de Deus não estava sendo algo prioritário, mas esse tempo de distanciamento social tem feito com que eu possa reavaliar minhas prioridades. Trancados dentro de casa, temos tido tempo suficiente para desfrutar da presença de Deus e de sua maior criação: a família. 

Na realidade, não tenho sentido falta de nada, pois creio no Deus da provisão que nos dá aquilo que necessitamos. Tenho vivido momentos maravilhosos. Nesses dias tenho voltado a ter revelações da parte de Deus. Fruto do tempo dedicado a oração, e leitura bíblica. É como os cuidados com uma planta. Se adubarmos, regarmos, a planta vai crescer, florescer. Se não cuidarmos, as folhas vão secar e ela vai morrer. Tenho tido experiências maravilhosas com meu Jesus. 

Hoje, estou a escrever para contar uma experiência maravilhosa que tive. Um sonho revelador, de modo que enquanto escrevo estas palavras, me sinto anestesiada. Sempre tive sonhos e na maioria das vezes os conto para meu esposo, mas acho que ele não valoriza, pois não gosta de ouvir. Dessa vez, antes de compartilhar com ele vou escrever aqui, para não esquecer nada e para cumprir o pedido da voz de Deus que disse: Escreve teu sonho!

Era fim de tarde e havia uma multidão de pessoas nas ruas. Foi quando percebi que havia uma luz muito forte tomando conta de todo o céu e numa rapidez tremenda. Estávamos caminhando para fugir com medo daquela luz. Dois seres vieram na minha direção e um destes pegou em meu ombro e disse que eu havia sido escolhida. Me pediu para acompanhá-la, mas eu estava muito assustada e apavorada com receio destes seres estranhos. Mas em meu coração, começou a bater uma paz, e apos uma boa conversa (quem me conhece sabe que adoro conversar com estranhos), foi quando percebi que se tratavam de anjos. Tinham aparência feminina, diziam que eu era muito nova e conversavam amigavelmente comigo, e que precisavam me levar. Eu fiquei questionando por me sentir indigna, e os anjos apenas escutando até que perguntei se estava indo ao encontro de Jesus... Só seguiria acompanhando elas se elas me levassem a Jesus, de modo que assim elas conquistaram minha confiança e comecei a entender o que estava acontecendo.

Quando tive certeza que estava indo ao encontro de Jesus, ao ter a resposta positiva dos anjos aos meus questionamentos. Eu tentava explicar algo para os anjos sobre o que estávamos vivendo, mas vi que eles não tinham interesse e comecei a falar sobre Jesus, de como meus pensamentos estavam Nele em todo tempo, que pensava sobre o arrebatamento e do quanto gostaria de estar na presença de Jesus. Foi quando o anjo sorriu pra mim e disse: - Fale com Ele. Jesus está aqui.

Peguei então uns grãos de areia no chão e enquanto conversava com Jesus, mesmo sem vê-lo, percebi que a areia ficava dourada como ouro... Esse momento foi maravilhoso, eu contava para Jesus tudo que tinha acontecido em minha vida, desde a minha infância até hoje. Após essa conversa, fomos para um lugar onde haviam outras pessoas e eu começava a falar de Jesus para essas pessoas, relatando o que Jesus tinha feito em minha vida. Algumas dessas pessoas acharam interessante e até passaram a acreditar nas minhas palavras. O anjo que me acompanhava começou então a falar sobre minha família (Ronald, Sahel e Izahel), dizendo que eles ficariam bem e comecei enfim a sentir paz após falar do amor que sentia por eles.

O anjo me convidou a visitar um lugar. Indaguei qual, e ela disse para irmos na casa da minha mãe, levá-la também, pois ela agiria da mesma forma que eu, duvidando da presença de Jesus, e preocupada com o marido e os filhos." 

Sonhos não acabam. Eles são interrompidos pelo acordar. Não costumo lembrar dos meus sonhos, sejam eles bons ou ruins. Peço a Deus sabedoria e paciência para ouvir e relatar os sonhos das minha esposa amada.

sexta-feira, 1 de maio de 2020

Pizza na sanduicheira


Hoje a esposa inovou novamente. Fez pizza na sanduicheira. E ficou muito boa. Vou engordar nessa quarentena.

Quem tiver interesse, segue receita:

quinta-feira, 30 de abril de 2020

Consertando o teto da minha casa


Devido as últimas fortes chuvas, tive que pedir ao Jocelio para consertar os vazamentos no teto daqui de casa.


Compramos impermeabilização, areia, cimento e algumas telhas. Ajudei no serviço, e coloquei mais dois auxiliares para o serviço:

quarta-feira, 29 de abril de 2020

Revendo O Dia Depois de Amanhã


Hoje foi um dia atípico. Tive que levar meu filho ao dentista, quebrando a quarentena. Ao final do dia, após um longo home Office, reuni a família para vermos o filme O Dia Depois de Amanhã (The Day After Tomorrow, EUA, 2004) de Roland Emmerich.

Na trama, o planeta Terra sofre alterações climáticas que modificam drasticamente a vida da humanidade. Com o norte se resfriando cada vez mais e passando por uma nova era glacial, milhões de sobreviventes rumam para o sul. Porém o paleoclimatologista Jack Hall (Dennis Quaid) segue o caminho inverso e parte para Nova York, já que acredita que seu filho Sam (Jake Gyllenhaal) ainda está vivo.

Os efeitos do filme continuam muito bons e a história é envolvente. E nada melhor do que rever um filme apocalíptico, em tempos de pandemia e distanciamento social. Vejam o trailer:

sábado, 25 de abril de 2020

Revendo a trilogia Toy Story


Eu sei que teve Toy Story 4 [Estados Unidos, 2017], de John Lasseter, Josh Cooley, inclusive vi e revi nos cinemas. Mas como comprei um Rex de presente para meu filho nessa quarentena, decidimos rever os três primeiros filmes da franquia que acompanhei da infância a fase adulta.

Em Toy Story: Um Mundo de Aventuras (EUA, 1995) de John Lasseter, conhecemos os brinquedos de Andy em aniversário de 10 anos. Eles temem que um novo brinquedo possa substituí-los. Liderados por Woody, um caubói que é também o brinquedo predileto de Andy, eles montam com os soldadinhos uma escuta que lhes permite saber dos presentes ganhos. Entre eles está Buzz Lightyear, o boneco de um patrulheiro espacial, que logo passa a receber mais atenção do garoto. Isto aos poucos gera ciúmes em Woody, que tenta fazer com Buzz não seja o centro das atenções. Buzz cai pela janela na casa do vizinho e se inicia a aventura de Woody, que precisa resgatar Buzz também para limpar sua barra com os outros brinquedos. Esse filme resume minha infância. Pra mim, os brinquedos tinhas vida. Tinham não. Têm. 

Primeiro filme realizado através da parceria entre a Walt Disney Pictures e a Pixar Animation Studios.É o 1º filme de animação inteiramente computadorizada. Vejam trailer legendado:


Já em Toy Story 2 (EUA, 1999) de John Lasseter, Ash Brannon, Lee Unkrich, dá continuidade a história dos brinquedos, onde desta vez, Woody (Tom Hanks na versão original) tenta salvar um brinquedo que acaba indo parar num bazar de usados e termina por ser sequestrado por um colecionador de brinquedos, que pretende vendê-lo a um museu japonês. Na casa do sequestrador, descobre que foi o protagonista de um famoso seriado da TV de décadas atrás e conhece os demais integrantes de sua coleção. Enquanto isso, os demais brinquedos, liderados por Buzz Lightyear (Tim Allen na versão original), partem numa atrapalhada operação de resgate. O filme é muito bom e apresenta novos personagens marcantes, como Jessie e Bala no Alvo.

Segue trailer de Toy Story 2:


Por fim Toy Story 3 (EUA, 2010) de Lee Unkrich, Andy (John Morris, na versão original) tem 17 anos e está prestes a ir para a faculdade. Desta forma, precisa arrumar o quarto e definir o que irá para o lixo e o que será guardado no sótão. Seus antigos brinquedos, entre eles Buzz Lightyear (Tim Allen, no original), Jessie (Joan Cusack, na versão original) e o Sr. Cabeça de Batata (Don Rickles, na versão original), são separados para serem guardados no sótão. Entretanto, uma confusão faz com que a mãe de Andy os coloque no lixo. Woody (Tom Hanks, no original), que será levado por Andy para a faculdade, decide salvá-los. O grupo escapa, mas acaba no carro da mãe de Andy. Ela leva a uma creche diversos brinquedos, entre eles Barbie (Jodi Benson, na versão original). Ao chegarem, os amigos encontram um universo até então inimaginável, onde os brinquedos sempre têm crianças para brincarem com eles. O filme. emociona em duas cenas especiais, a cena do incinerador e a cena final de Andy brincando com a Bonnie. Ganhou o Oscar de 2011 de melhor Filme de Animação e
Melhor Canção Original - "We Belong Together"

Vejam o teaser de Toy Story 3:


Blogando com meu filho


Este período de distanciamento social me proporcionou algo magnífico. Apresentar ao meu primogênito o Renovo Baby, blog que criei para narrar a história dele desde o ventre de sua mãe.

Quando iniciou-se a orientação para ficarmos em casa devido a pandemia do Corona Vírus, em 18 de março de 2020, comecei a ler pra ele os posts na hora de dormir.

Aos poucos, ele foi descobrindo muitas curiosidades e experiências vividas. Foi o melhor que pude oferecer a ele, que completou 9 anos durante a pandemia.

Agora ele já lê seus posts e escreve em seu Blog. Passei o bastão. Mas foi muito prazeroso reviver toda sua história, porque recordar é reviver!

segunda-feira, 20 de abril de 2020

Revendo a trilogia Deixados Para Trás


Aproveitando o distanciamento social, revi em família a trilogia Deixados Para Trás, baseada nos livros da Série de mesmo nome de Jerry B. Jenkins e Tim LaHaye e que foram lançados no início dos anos 2000.

Os tempos que estamos vivendo deixam ainda mais claro que Jesus está voltando. Precisamos nos arrepender de nossos pecados, crê que Jesus morreu por nós, para não sermos deixados para trás na volta de Jesus.

O primeiro Deixados Para Trás  (Left Behind: The Movie, Canadá, 2000) de Vic Sarin, mostra como será após o arrebatamento, quando um grande número de pessoas desaparecerem misteriosamente e a Terra mergulhar num intenso caos, a trama acompanha o piloto de avião Rayford Steele (Brad Johnson) e o jornalista Buck Williams (Kirk Cameron) que procuram respostas e a salvação. Veja trailer:

O segundo filme, intitulado Deixados Para Trás II - Comando Tribulação (Left Behind II: Tribulation Force, Eua, Canadá 2002) de Bill Corcoran se passa após o desaparecimento de milhões de pessoas, quando o mundo recorre ao presidente das Nações Unidas, Nicolae Carpathia (Gordon Currie). O grupo "Comando Tribulação", no entanto, conhece a verdadeira sinistra identidade do governante e passa a fazer todo o possível para alertar e converter aqueles que foram deixados para trás. Segue o trailer:

Já o terceiro filme, Mundo Em Guerra (Left Behind III : World at War, 2005) de Craig R. Baxley, nos mostra o mundo profetizado no Livro da Revelação, quando o líder mundial Nicolae Carpathia (Gordon Currie) enfim consegue realizar o inimaginável: unir o mundo em paz e dar fim ao derramamento de sangue. Gerald Fitzhugh (Louis Gossett Jr.), presidente dos Estados Unidos, sempre teve este sonho e dedica seu mandato a impedir que ele seja arruinado. Porém, quando sofre uma tentativa frustrada de assassinato, Gerald passa a conhecer uma conspiração que pretende fazer com que a 3ª Guerra Mundial aconteça o quanto antes. A esperança passa a ser o repórter Buck Williams (Kirk Cameron) e seu "Comando Tribulação", que precisam encontrar um meio de salvar a vida de milhões de pessoas. Inspirado nas 50 páginas finais do segundo livro. Acompanhe o trailer do filme:


Incrível como Gordon Currie parece com o presidente francês Emanuel Macron. Há teorias da conspiração de que ele será o anti-Cristo. Eu aposto em Trump e Bolsonaro.

domingo, 19 de abril de 2020

Quem precisa de streaming?



Tempos de distanciamento social deram um valor ainda maior para minha amada coleção de DVDs.

Quem precisa de streaming quando se tem uma coleção de DVDs? Estou tendo oportunidade de abrir alguns filmes que estavam lacrados ainda, ver muitos filmes com meus filhos, organizar e limpar a coleção. Tem sido maravilhoso.

Filhos, nunca abandonem Jesus, os livros e os filmes!

sábado, 18 de abril de 2020

Uma Carta de Amor ao Cinema


Hoje vi com meu filho Sahel um belo vídeo com uma singela declaração de amor ao cinema, feita com muito carinho pelos amigos do Cinema Com Rapadura.

Estamos em época de isolamento social e os cinemas estão fechados. Tenho sentido muita, mas muita falta do meu hobby favorito.

Vejam o vídeo e saibam porque eu amo o cinema:

Compartilhar