sexta-feira, 31 de dezembro de 2021

Feliz 2022

 


Passamos a noite da virada com a família Marcelino. Teve mesa de frios, piadas de nomes de filmes e um delicioso jantar de nhoque e pernil.

Turma da Mônica: Lições

 




Emocionante nacional Turma da Mônica: Lições, adaptação da graphic novel homônima, escrita e desenhada pelos irmãos Vitor e Lu Cafaggi e continuação de Turma da Mônica – Laços (2019) com uma dose carregada de emoção, que nos levam facilmente às lágrimas.



No filme, a Turminha formada por Mônica (Giulia Benite), Cebolinha (Kevin Vechiatto), Magali (Laura Rauseo) e Cascão (Gabriel Moreira) está crescendo e precisa lidar com os desafios da passagem da infância para a pré-adolescência. Na nova aventura, eles se esquecem de fazer o dever de casa e decidem fugir da escola, mas nem tudo sai como o esperado. A turma terá que lidar com as consequências dessas escolhas, enquanto descobre o verdadeiro significado da palavra amizade.

 

Os novos personagens apresentados ganham espaço na trama, que cresce muito mesmo quando a turma está separada e cada problema enfrentado pelas crianças, ganham destaque, especialmente a compulsão alimentar da Magali. 



Com roteiro de Thiago Dottori vemos o contraste entre o primeiro filme tinha um tom nostálgico de aventura dos anos 1980, e este que parte do gênero que se convencionou chamar “coming of age”, lidando com a passagem dos personagens da infância para a pré-adolescência.

Como eles foram pegos no ato de fuga da escola e Mônica acabou quebrando o braço, Dona Luísa (Monica Iozzi) e Seu Souza (Luiz Pacini), pais da Mônica, decidem mudá-la de colégio e proibida de encontrar os amigos. Isso coloca em risco a peça ‘Romeu e Julieta’ que o grupo estava preparando para o Festival do Bairro do Limoeiro dali a alguns dias.

Mônica tem dificuldade em se enturmar na nova escola, Magali passa a frequentar aulas de gastronomia para lidar com a ansiedade, Cebolinha tem que ir a uma fonoaudióloga para melhorar seu problema de fala e Cascão é matriculado nas aulas de natação.

Sem sua maior rival, Cebolinha está livre para ser “o dono da Rua”, mas não para evitar o bullying de Tonhão e sua gangue – e agora tem que passar o recreio na biblioteca, escondido. Os pais da Mônica acreditam que Cebolinha é uma má influência para ela, e o garoto não deve mais vê-la. Da mesma forma, Dona Cebola (Fafá Rennó) e Seu Cebola (Paulo Vilhena) não querem ver mais o menino chegando todo machucado em casa – resultado dos seus “planos infalíveis” – e o proíbem de ver a amiga.

A desenhista Marina (Laís Villela) é a primeira a se aproximar da Mônica na nova escola, enquanto Milena (Emilly Nayara) percebe que Magali também precisa de companhia – e talvez um novo amigo, que nem precisa ser humano, no caso o gatinho branquinho Mingau. Cebolinha troca muitas ideias com Humberto (Lucas Infante) na sala de espera da fono, e o jeito único do Cascão chama logo a atenção de Do Contra (Vinícius Higo).

Tina (Isabelle Drummond), com Rolo (Gustavo Merighi), Pipa (Camila Brandão) e Zecão (Fernando Mais), numa pegada hippie-ecológica, que ajudarão a Mônica nessa caminhada de amadurecimento. O filme também é lotado de referências, que vão desde as mais óbvias, como o próprio Mauricio de Souza comandando a cantina da escola, as histórias de Chico Bento na Biblioteca e na cena pós créditos, a camiseta do Astronauta, até a reprodução fiel dos figurinos de ‘Mônica e Cebolinha – No Mundo de Romeu e Julieta’, de 1979.

Veja trailer de Turma da Mônica: Lições:


 

 

quinta-feira, 30 de dezembro de 2021

Nada de Bandeja

 



Nada de Bandeja (Basketball or Nothing, 2019) é uma série documental, Original Netflix, que acompanha a temporada de um time de basquete do Ensino Médio nos EUA. Emociona ao apresentar a história de superação desse time juvenil de basquete.

Filmado em Chinle, Arizona. A premissa gira em torno da vida do time de basquete masculino da Chinle High School, com base na reserva da Nação Navajo, a maior reserva da América. A série contou com Raul Mendoza como treinador da equipe.

Vi com meus filhos, que estão se tornando verdadeiros fãs do esporte de arremesso ao cesto. A escola desses garotos fica dentro de uma reserva indígena Navajo, onde as condições de vida são extremamente limitadas e a expectativa de ascensão social quase não existe, pelo simples fato que não existem oportunidades (por isso do título em inglês, algo como: "Basquete ou Nada"). São 6 episódios de 30 minutos, em média, contando a trajetória esportiva dos jovens Navajos e, muito mais importante, mostrando o processo de amadurecimento como homens, apoiado em valores que só o esporte pode proporcionar.

Veja o trailer de Nada de Bandeja:

 


quarta-feira, 29 de dezembro de 2021

Matrix Resurrections

 Matrix Resurrections | Novo pôster dá destaque à Neo e Trinity; veja


Ficção científica Matrix Resurrections (2021) de Lana Wachowski, 4º filme do inovador franchise que redefiniu o género. O novo filme reúne os protagonistas originais Keanu Reeves e Carrie-Anne Moss nos icónicos personagens que os tornaram famosos, Neo e Trinity.

 

 

Se passando 20 anos após os acontecimentos de de Matrix Revolutions, Neo (Keanu Reeves) vive uma vida aparentemente comum sob sua identidade original como Thomas A. Anderson em São Francisco, Califórnia, com um terapeuta (Neil Patrick Harris) que lhe prescreve pílulas azuis para neutralizar as coisas estranhas e não naturais que ele ocasionalmente vislumbra em sua mente. 

 

Ele também conhece uma mulher que parece ser Trinity (Carrie Anne-Moss), mas nenhum deles se reconhece. No entanto, quando uma nova versão de Morpheus oferece a ele a pílula vermelha e reabre sua mente para o mundo da Matrix, que se tornou mais seguro e perigoso nos anos desde a infecção de Smith, Neo volta a se juntar a um grupo de rebeldes para lutar contra um novo e mais perigoso inimigo e livrar todos da Matrix novamente.

 

Além de ser uma boa continuação: ela mantém o espírito do original, ao mesmo tempo em que expande o universo narrativo e abre novos questionamentos que provam a riqueza imaginativa sem fim da saga. Sati (Priyanka Chopra Jonas) e Bugs (Jessica Henwick) são excelentes novos personagens que trazem um ar dinâmico, jovem e representativo para a história. O único problema do filme é o ritmo, que hoje é bem diferente do final da década de 90. Mas o filme se torna tanto um reboot quanto um expansivo da trilogia, cumprindo bem seu papel.



Veja trailer de Matrix Resurrections:


 

 

terça-feira, 28 de dezembro de 2021

sábado, 25 de dezembro de 2021

Não Olhe Para Cima


Comédia catástrofe baseada em fatos reias que ainda não aconteceram, Não Olhe Para Cima (Don't Look Up, 2021) de Adam McKay escancara os tempos absurdos que temos vivido, onde os negacionistas possuem voz e vez, o ódio profundo é propagado e o conhecimento e exaltação frenética à ignorância é comum e muitas vezes estes são eleitos presidentes para governarem uma nação.

Dois astrônomos, Randall Mindy (Leonardo DiCaprio) e Kate Dibiasky (Jennifer Lawrence) fazem a descoberta surpreendente de que há um cometa orbitando o sistema solar e vindo em direção à Terra. Com o auxílio do doutor Oglethorpe (Rob Morgan), a dupla de pesquisadores encampa uma peregrinação na mídia e acaba no escritório da presidente Orlean (Meryl Streep) e de seu filho, Jason (Jonah Hill). 

Na conta dos cientistas autores da descoberta iminentemente fatal, restam seis meses para o choque, o que demandaria gerenciar as notícias o tempo todo e ganhar a atenção do público obcecado pelas redes sociais. descobrem que em poucos meses um meteorito destruirá o planeta Terra. A partir desse momento, eles devem alertar a humanidade por meio da imprensa sobre o perigo que se aproxima.


As comparações com o cenário político brasileiro estão entre as principais discussões provocadas pelo longa-metragem da Netflix. O estilo de McKay (A Grande Aposta, Vice e Tudo por um Furo) está presente de forma mais leve, uma vez que os diálogos não são tão intensos e rápidos como em seus outros filmes. Imperdível.

Veja o trailer de Não Olhe Para Cima:


 

sexta-feira, 24 de dezembro de 2021

Natal 2021


 

Celebremos o nascimento de Jesus, o nosso Salvador! Isaías 9:6 "Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado estará sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz."


 

quinta-feira, 23 de dezembro de 2021

quarta-feira, 22 de dezembro de 2021

Viva La Vida

 

Na noite deste 22 de dezembro, fui para a Barraca Gran Royal celebrar a vida, após um longo dia de trabalho.

 Foi a festa de confraternização do Instituto Agropolos do Ceará

Segue mais fotos:











 

segunda-feira, 20 de dezembro de 2021

Lançamento do Programa Garantia Safra 2021/2022


Neste 20 de dezembro estive com o governador do estado no Lançamento do Programa Garantia Safra 2021/2022.


 

Força de trabalho do Agropolos também esteve presente na assinatura do termo de adesão do programa Garantia Safra 2021/2022 da SDA com o Governo do Estado.

 

 

domingo, 19 de dezembro de 2021

Na IBC Fortaleza

 

 

Na tarde desse 19 de dezembro, estive em mais um culto da IBC. Lanchei com os meninos no espaço Conviver e depois fomos para tenda ouvir a ministração do Euriano, sobre o Bom Pastor.


 


Revendo Homem-Aranha: Sem Volta Pra Casa (DUB) - Com Spoilers



 

Revi Homem-Aranha: Sem Volta Pra Casa (Spider-Men: No Way Home, 2021) de Jon Watts, desta feita na versão dublada e com meus filhos. E foi ainda mais divertido, pois sou fã do Aranha do Tobey Maguirre, o Sahel ad de ora o Peter Parker do Andrew Garfield e o Luca é fã do Tom Holland.

Me recordo com saudosismo, do início dos anos 2000, quando fui aos cinemas ver a adaptação de Sam Raimi e seu Tobey Maguire, personagem criado por Steve Ditko e Stan Lee. Foi uma trilogia marcante. No entanto, me recordo quando no início dos anos 10, levei meu primogênito para ver os filme O Espetacular Homem-Aranha, interpretado pelo Andrew Garfield. Guardo recordações também de quando já com meu caçula, vimos surgir o Homem Aranha de Tom Holland nos filmes dos Vingadores e em 2019 no filme Homem-Aranha: Longe de Casa.

O filme começa com toda a população sabendo a identidade secreta do herói, o que não deveria ser um grande problema, porque as únicas pessoas que importam para o Peter Parker do MCU já sabem de suas atividades como mascarado, e basicamente todos os outros heróis não fazem questão de esconder suas identidades também. Peter Parker é detido, junto com seus familiares e amigos, e é solto pelo advogado Matt Murdock (Charlie Cox), o Demolidor da série de TV, na primeira participação especial do filme. 

O grande objetivo de Peter, sua namorada, MJ (Zendaya), e seu melhor amigo, Ned Leeds (Jacob Batalon), é serem aceitos no MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts). Mas o fato da identidade do aranha ter sido revelada, atrapalha essa situação, a ponto de Perter procurar Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch), para ajudá-lo com um feitiço capaz de apagar a memória de todas as pessoas que sabem da identidade secreta de Peter Parker. 

Estranho aceita realizar o feitiço, mesmo contra os alertas de perigo de Wong (Benedict Wong), mas Peter atrapalha a concentração do mago, o que faz com que todas as pessoas que conheçam a identidade do Homem-Aranha, de diversas partes do Multiverso, venham ao encontro de Peter, e ele precisa então limpar a bagunça com o surgimento de diversos vilões.

Os ensinamentos de Tia May (Marisa Tomei) faz com que Peter queira ajudar os vilões Doutor Octopus (Otto Octavius) interpretado por Alfred Molina em Homem-Aranha 2 (2004), o Duende Verde (Norman Osborn) vivido pelo Willem Dafoe no primeiro filme (2002). Electro (Max Dillon) com o talentosíssimo Jamie Foxx em O Espetacular Homem-Aranha 2, Homem-Areia (Flint Marko) interpretado por Thomas Haden Church, e Lagarto (Curt Connors) interpretado por Rhys Ifans em O Espetacular Homem-Aranha (2012)

No entanto, Peter precisa pagar um preço alto demais por essa decisão e acaba perdendo a Tia May, que tem seu momento Tio Ben. Então, os amigos de Parker encontram os homens aranhas dos outros universos e ele vem para ajudar o herói com cenas fantásticas e piadas internas o tempo todo.

 Filme imperdível, com plateia gritando a cada aparição e uma montanha russa de emoções.

 

Segue trailer dublado de Homem-Aranha: Sem Volta Pra Casa:



sábado, 18 de dezembro de 2021

Banda Catedral apresenta "Depois Dessa Ventania o Reencontro" em Fortaleza


Na noite desse 18 de dezembro, fui para mais um show do Catedral no Rio Mar Fortaleza. Sempre quando eu tenho motivos para celebrar, tem um show do Catedral em Fortaleza. É uma incrível Cristocidência! Hoje tenho muito que celebrar ao som deles no Teatro Rio Mar Fortaleza.

O show começou rigorosamente no horário, pena que o público ficou chegando após o horário e atrapalhando um pouco quem havia chegado no horário marcado.

Foi mais uma vez espetacular. É muito bom ouvir as baladas que acompanham a minha trajetória de vida.

Segue mais fotos:




Segue trechos do show:


 

Homem-Aranha: Sem Volta para Casa (LEG 3D)


 

Aventura Homem-Aranha: Sem Volta para Casa (Spider-Men: No Way Home, 2021) de Jon Watts consegue apresentar o multiverso da Marvel de forma clara onde o Homem-Aranha precisa lidar com as consequências da sua verdadeira identidade ter sido descoberta.



Em Homem-Aranha: Sem Volta para Casa, Peter Parker (Tom Holland) precisará lidar com as consequências da sua identidade como o herói mais querido do mundo após ter sido revelada pela reportagem do Clarim Diário de J. Jonah Jameson (J.K. Simmons), com uma gravação feita por Mysterio (Jake Gyllenhaal) no filme anterior. 

Incapaz de separar sua vida normal das aventuras de ser um super-herói, além de ter sua reputação arruinada por acharem que foi ele quem matou Mysterio e pondo em risco seus entes mais queridos, Parker pede ao Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch) para que todos esqueçam sua verdadeira identidade. Peter talvez até aguentaria essa pressão sozinho, porém se incomoda quando isso passa a afetar aqueles que mais ama: May (Marisa Tomei), MJ (Zendaya) e Ned (Jacob Batalon). Desesperado, ele acaba procurando a ajuda de Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch), criando um feitiço que faria todos esquecerem que ele é o Homem-Aranha. Mas a magia dá errado e seres de outros universos começam a surgir na sua realidade.

Entretanto, o feitiço não sai como planejado e a situação torna-se ainda mais perigosa quando vilões de outras versões de Homem-Aranha de outro universos acabam indo para seu mundo. Agora, Peter não só deter vilões de suas outras versões e fazer com que eles voltem para seu universo original, mas também aprender que, com grandes poderes vem grandes responsabilidades como herói.  


Isso significa que vilões de outros Peters Parker em sagas do Homem-Aranha aparecem na vida desse Peter Parker do MCU. São eles: Doutor Octopus (Alfred Molina), Electro (Jamie Foxx), Duende Verde (Willem Dafoe), Homem Areia (Thomas Haden Church) e Lagarto (Rhys Ifans).  Então, o filme acaba sendo uma forma de homenagear todos os filmes do Homem-Aranha - desde os mais antigos da trilogia de Sam Raimi até o recente do universo da Marvel (e passando pelos filmes do Andrew Garfield).

Os efeitos estão bem apresentados, mas o que o filme tem de melhor é seu roteiro de Chris McKenna e Erik Sommers, que consegue justificar de forma plausível cada aparição. Nada acontece à toa. Cada ester egg, cada piadinha ou auto referência é válida e interagem com o público, fazendo com que haja uma sensação de estarmos numa montanha russa de emoções dentro da escura. Lamentável apenas o retorno do 3D, que não fez falta no período pandêmico e que é lamentável ter retornado. Entendam, o 3D atrapalha demais a exibição!

 Veja o trailer de Homem-Aranha: Sem Volta para Casa:

 


 

sexta-feira, 17 de dezembro de 2021

Matriculando Luca no 1º CPMGEF




 

Neste 17 de dezembro de 2021, matriculei meu filho no 1º CPMGEF. Pense num pai e numa mãe satisfeitos.

 

Chegamos cedo, ficamos na fila e garantimos o acesso a uma educação pública de qualidade para nosso caçula.


 Segue spoiler do que viveremos com nosso Luca em 2022, num vídeo institucional do Colégio:


 


Compartilhar