domingo, 15 de fevereiro de 2015

Birdman ou A Inesperada Virtude da Ignorância

Na madrugada deste 15 de fevereiro de 2015, vi com o Márcio a comédia de humor negro Birdman ou A Inesperada Virtude da Ignorância (Birdman or The Unexpected Virtue of Ignorance, 2014) de Alejandro González Iñárritu, diretor mexicano que admiro desde 21 Gramas (21 Grams, 2003).
Birdman é uma comédia de humor negro que conta a história de Riggan Thomson (Michael Keaton), um ator famoso por interpretar Birdman, um icônico super-herói no passado. Entretanto, desde que se recusou a estrelar o quarto filme com o personagem sua carreira começou a decair. Em busca da fama perdida e também do reconhecimento como ator, ele decide dirigir, roteirizar e estrelar a adaptação de um texto consagrado para a Broadway.

Às vésperas da estreia, ele vai lutar com seu ego e tentar recuperar sua família, sua carreira e ele mesmo. Em meio aos ensaios com o elenco formado por Mike Shiner (Edward Norton), Lesley (Naomi Watts) e Laura (Andrea Riseborough), Riggan precisa lidar com seu agente Brandon (Zach Galifianakis) e ainda uma estranha voz que insiste em permanecer em sua mente.

O filme chama atenção por ser rodado praticamente no mesmo plano sequencia o que é até certo ponto criativo, mas torna-se cansativo. A trilha sonora composta por um som de bateria me incomodou um pouco. O filme retrata de forma incisiva e provavelmente verdadeira o mundo dos bastidores dos atores, diretores do cinema/teatro, sendo uma crítica pesada a Hollywood, e ramo do entretenimento.

Indicado a 9 Oscar, Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Ator Coadjuvante, Melhor atriz coadjuvante, Melhor Roteiro Original, Melhor Fotografia, Melhor Edição de Som e Mixagem de Som. Nota: 7,0/10,0 - ★★★

Segue trailer de Birdman ou A Inesperada Virtude da Ignorância:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Isso! Comente! Faça um blogueiro feliz!

Compartilhar